quarta-feira, 5 de maio de 2010

Safari de manhã à noite!

Este dia foi um verdadeiro safari, cheio de aventuras que começaram na serra, passaram pelos táxis e terminaram no Lollipop!

Quase todas as pessoas têm uma música que lhes lembram certas viagens e pessoas, e nós, como grupo de possuídas, também temos uma. Será que conseguem adivinhar qual foi?

As saudades já são mais que muitas e estes relatos transportam-me durante mais um bocadinho para aquele ambiente surpreendente. Não, o relato não termina aqui... este é só do Sábado. Falta o último dia :)

As fotos foram todas "emprestadas" das minhas companheiras de viagem. Não consegui recuperar as minhas e a máquina está encostada de vez... morreu!

Ora mais um pequeno-almoço
Queijo, fiambre e pão bem torradinho.
Kiwis, morangos, ananás sem caroço
Café, sumo, água e leitinho.

Os jeeps já estavam à espera,
O Safari ia começar.
Íamos subir a Serra
A Pipoka teve que se pentear.



Saquei do pente de estimação.
Emprestei-o com carinho
Ela meteu-lhe a mão
Nunca mais vi o pentinho :)

Vão com o Eric ou com o António?
Decidam lá, façam a divisão
Vamos ver o património
Apertem os cintos então!

Tire-nos uma foto aqui!
Apanhe-nos bem, veja lá.
O Sr Eric ficou parado ali
Ai que és um homem morto, já está!

Mais uns balanços no jeep
Lá vamos nós ver os sobreiros.
Oh my God, i'm feeling sick!
Chamem os bombeiros :)

Olhem ali os medronhos
Tantos, cheios de sementes.
Bebem com semblantes risonhos
Matam o bicho, cerram os dentes :)


A Serra é delicada, tão bonita
Cheia de estevas floridas.
Duas miúdas sacam da marmita
E mandam cascas de banana às urtigas.


Sr Eric bem entusiasmado
As amêndoas vai distribuindo
É para plantar num vaso
Vão ver como vai ser lindo!

Depois de percorrer a estrada
Com tanto buraco, tanto tropeço
Dirigimo-nos à Beterraba
E viramo-la do avesso.

É de uma senhora alemã simpática
que vive há muitos anos em Portugal.
E que faz disto a sua prática,
É tudo muito biológico, natural.



Olhe o troco, confira
Depois das compras já pagas
Fomos para o A Ver Tavira
Estávamos esfomeadas.

O polvo estava em harmonia
Com o doce da batata
O bicho era de Santa Luzia
Bebe um Cortello tinto, que não mata!

O atum ficou corado
Por entre tanta beleza.
Pelo pimento rodeado,
Com 9 mulheres à mesa.



O collant era de alfarroba
Os frutos silvestres acompanhavam.
Gelado de poejo de sobra
Que bem que eles combinaram.

Depois já no Palácio da Galeria
Quebramos de forma monumental.
A Carlota já não mais podia
O sono tomou-nos de maneira anormal!

Mas toca a pôr a mão na massa
A Dona Cruz vai explicar
O doce é fino, a amêndoa amassa
Com açúcar e clara pra misturar.



Façam lá bolinhas,
Com ovos moles no centro.
Depois dêem-lhes forminhas,
Dá-me lá uma que eu tento!

Eram maçãs, limões e queijinhos
Pêras, cenoura e melancia
Depois de tantos frutinhos
A banana é que não saía :)


Saímos para os jardins
Descemos o escadario
Visitamos lojas gourmet e afins
Nunca se viu tanto mulherio.

Passamos na garrafeira Vital,
Licor de alfarroba compraram.
E na Ex-libris Gourmet fenomenal
O de poejo arrecadaram.

Eu vim com uma lata de sardinhas
Sou uma garota sem dinheiro
Tenho que guardar as moedinhas
Para pagar ao merceeiro :)

Seguimos para a feira da Primavera.
Fomos visitar as barraquinhas,
Tinham chás de todo o tipo de erva
Especiarias, cestos e comidinhas.

Olhem as horas, já não é cedo,
Perdemo-nos a conversar.
Peçam um táxi, ai que medo!
Vamos para o Hotel antes de jantar.

E não é que nos perdemos?!
Fomos a uma herdade dar
Ai o que nós sofremos,
Com o motorista a resmungar.

Ó senhor tenha lá calma!
Estamos sem saber o rumo a seguir,
Meta marcha-atrás, sossegue a alma
O melhor a fazer é rir :)

Finalmente, o Hotel Rural
Apareceu-nos à frente.
Foi uma experiência sem igual
E eu continuo sem pente!

O jantar foi na Praia Verde
Era panorâmico, muito acolhedor
Venha o tinto que temos sede
E o atum, as ovas, que belo sabor!

O polvo com alho estava espectacular
Entretanto veio arroz de lingueirão
A caldeirada com poejo, sabor a mar
Tudo servido pelo Sr. João.



Já está na hora da caminha?
Então para que é o pijama?!
Com foguetes, parece uma festinha,
Era sobremesa com fama.

No fim fomos visitar
O Lollipop ali ao ladinho.
Perdi o cartão na hora de entrar,
À saída deu cá um medinho.

Os seguranças olhavam para mim
Com cara de poucos amigos.
Ofereci amêndoas em troca, enfim
Encontrei o cartão, estava fora de perigos :)

Seguiu-se um momento
Perdemo-nos em palavras.
Viagem pela noite dentro
A carrinha ganhou asas.

Fomos para o Hotel,
O quarto das papoilas fui visitar.
O candeeiro tinha um cordel,
A Laranjinha não queria acreditar.

Corremos mais alguns quartos,
Para ver o ambiente.
Cá fora andavam os gatos
Lá dentro estava quente.

O Sábado foi assim,
Preenchido com certeza.
O Domingo é o fim,
Desta viagem em beleza!

48 comentários:

Ana Powell disse...

Olá
Que pena, a máquina fotográfica foi-se.
Espero que consigas resolver o problema rapidamente.
Obrigada a ti a a todas as meninas que nos têm deliciado com a vossa maravilhosa viagem e descoberta do Algarve.
Tudo lindo e delicioso.
Votos de feliz semana x

Abóbora Amarelinha disse...

Ameixa maria eu continuo espantadamente espantanda, como é que tu no meio dessa correria toda só emagreces-te 0.5 kg, tá bem que as inguarias eram qualquer coisa de estraordinário, mas...

Agora o que eu não percebi é porque é que as bananas não saiam, logo as bananas!!!

Ah, outra coisa, "collant" de alfarroga? em vez de despir as collants , comem-se é? hhehehe

beijinhos minha maluca

Carina disse...

Fico sempre deliciada a ver estes posts.
Cada vez mais gosto do Algarve!!!!
Espero que já não demore muito para lá ir... lol

Beijocas :)

Salsa Verde disse...

Olá Ameixinha, Estes teus "posts"são um regalo, não só para os olhos, mas também para os lábios que lêem tão belos versos. És mesmo POETA e mais nada!!!
FANTÁSTICO!!!
Beijinhos,
Lia.

pipoka disse...

É só pente e mais pente,
Ai dona Ameixa que te ferro o dente
A vingança é um prato frio
E eu aqui ó tio, ó tio
Sem saber o que fazer
Para o perdão da Ameixa obter
Roubei, mas foi sem querer
E não era pente, era escova
E não há quem a demova
Da história publicar
E a todo o mundo contar
Não o fiz por vaidade
Mas antes por necessidade
Não tenho o dom de versejar
Mas a minha defesa quis aqui deixar

bjs

PS - Para a aboborinha amarela: A banana não saia, porque a Pipoka fazer não conseguia ;-)

Talula disse...

Guria, que delicia de passeio!
:)

isabel disse...

Que delícia de poeta e que delícia de fim-de-semana!
beijinhos Ameixinha!

gasparzinha disse...

Ameixinha, amiga querida
Não há nada como versejar
Para expressar de forma sentida
A delícia que é recordar.

O tempo lá vai passando
Mas estes dias não serão esquecidos
Pois surgem de quando em quando
Os teus posts enlouquecidos!

Beijinhos. :)

Margarida disse...

Cada um melhor que o outro! : D
E o entusiasmo era tanto que até te trocas na bebida. O almoço no A Ver Tavira foi acompanhado por um tinto Cortello. :P
beijinho

Sandra G disse...

Ah!ah!ah!, a banana afinal estava dificil de sair!!!!
Mais uma vez entro aqui no teu blog e fico "bebada" a ler as tuas palavras, tudo á minha volta desaparece.( não convém né :)).
Nós temos um pais lindo!!
Bjs

Figos & Funghis disse...

Querida, que delícia de passeio, adoro passeios desse tipo!
O post ficou fantástico!
Bjinhos

turbolenta disse...

com tanto versejar
estou deveras empolgada
e mesmo a coxear
iria gorda e anafada

tudo comeria sem protestar
passear até mais não
a minha máquina iria emprestar
passaria de mão em mão

e como não sei rimar
-o que queriam era rir-se...
aqui fico,chorosa e triste
à espera que venham para me levar.

a sério;depois de tanta asneira,só me resta escrever que esses dias devem ter sido mesmo de arrasar.
bjs

Moira disse...

Ameixinha minha amiga
hoje não estou inspirada
Mas contagiaste com tua rima
A mulherada atinada

A Gasparzinha verseja
E a Pipoka quem diria
Para acabar em beleza
Temos livro de Poesia

A máquina não tem remédio? Então e que tal tirar o cartão de memória para descarregar através de um leitor de cartões ? Ou foi o cartão que pifou ?

Smas disse...

Ai rapariga!
Temos um relato extraordinário de viagem!!!! E tanta coisa boa!!!!
Ai, os medronhos!!!
Bjs

ameixa seca disse...

Ana, não tens nada que agradecer. Conhecer o teu Algarve foi um verdadeiro prazer :)
Bóbora, comi que nem uma lontra he he Confesso que não tentei fazer bananas, é fruta que não aprecio. Eu foi mais limões, maçãs e queijos :) E é verdade, há collants que se comem, upa, upa!
Carina, eu nunca tinha ido e fiquei com vontade de voltar :)
Lia, muito obrigada :)
Pipoka, palminhas! Que belo versejar e olha que pente para mim, é tudo o que serve para pentear :)
Talula, Isabel, Fabiana, obrigada :)
Gasparzinha, acho mesmo que falta pouco, para eu ser internada, isto aqui está tudo louco, é uma autêntica cowboyada :) Até consegui com que vocês rimassem he he
Margarida, eu bebo tanto que até me troco toda he he E agora falta o último dia :)
Sandra G, é sempre bom poder colorir com alegria os teus dias :)
Turbolenta, ora aí está! Mas não chores que não vale a pena. Tens viajado tanto, és uma sortuda :)
Moira, já viste? A mulherada toda a versejar he he Que alegria. Pois, já tentei ler o cartão de memória mas o meu computador não tem leitor e o do meu irmão e amigos também não. Enfim... o que pifou foi o carregador da bateria. Mas um carregador novo fica muito caro, a máquina já é velhota. Acho que me compensa mais comprar uma nova. Mas só vou comprar quando tiver um dinheirito :)
Smas, eu não bebi, confesso que sou fraca. Eram 11 da manhã e tive medo de virar o barco dentro do jeep he he

conceicao disse...

Espectacular.
Bjs

Marly disse...

Esse passeio parece que foi mais divertido do que aqueles que costumam fazer os colegiais, nas excursões promovidas pelas escolas (ou outras agremiações). Pura diversão e farra (e, no caso de vocês, ainda com boa comida), rsrs.

R.correia disse...

que belo passeio ameixinha...bjs

Cláudia M. disse...

Bem, afinal parece que há mais meninas inspiradas a versejar... uma pessoa sai sempre daqui bem disposta!
Muito bom o relato, e olha que eu tenho a certeza que não ia perder peso nenhum, bem pelo contrário... :)
bjs

Laranjinha disse...

Só tu ameixinha! O que eu já me ri com o teu versejar. Lindo.

Bjs

Laranjinha disse...

Ameixinha,

o quarto do famoso candeeiro era das tulipas ou das papoilas? ;)
bjs

ameixa seca disse...

Conceição, R.correia, obrigada :)
Marly, sem dúvida nenhuma, muito mais divertido :)
Cláudia M., ainda vamos escrever um livro :)
Laranjinha, ups, enganei-me. Tinha tulipas mas era mesmo das papoilas. Como é que eu me fui confundir? Já rectifiquei :)

Mary disse...

A verdade é que com as tuas rimas engraçadas, tão minuciosas e pormenorizadas, nos levas a viajar contigo...
Quase que nos teletransportamos para esse local prazenteiro, como se lêssemos um livro de aventuras, traquinices e boa disposição!
Ameixinha, a narradora viajante! :)

Helena disse...

Depois de uma água do Luso
Hoje venho cá decidida
Com rima tão abundante
Quem é o teu inspirador Muso?
Não nos revelaste à despedida
Algum cavaleiro andante?

Podes fazer confiança
Não diremos nada de vulto
Faremos uma aliança
A nossa boca é um tumulto!

Beijinhos
E continua a falar no pente.......eheheh!

cacahuete disse...

Mal posso esperar pelo post com o último dia no Algarve. Excelente...

Sempre chegaste a ver o pente? Lol...

Beijinhos

ameixa seca disse...

Mary, é a versejar que garanto - ou não - a minha presença noutros encontros he he A minha vida realmente dava um livro, pequenino... mas dava :)
Helena, até tu já te rendeste aos versos e não há muso nenhum. Preciso lá eu de muso com tanta gaja boa e inspiradora à minha volta? O problema é que a vossa boca é mesmo um tumulto he he Podes crer que o pente também não foi esquecido no último dia ;)
Cacahuete, já está pronto desde Domingo, só faltam as fotos :) O pente? Nunca mais lhe pus os olhinhos em cima he he

Gina disse...

Ameixa, os talentos estão aflorando nas rimas. Os seus são bem conhecidos.
Mas o bacana mesmo é terem feito mais um encontro. Sabe como adoro isso, pois une ainda mais as amigas.
Bjs.

Inside me disse...

Isto não se faz...
é tortura sim senhor...
ouvir os relatos de tanta aventura...
comilanças... cruzeiros... safaris... e quartos de cordel :-)

... e de 9 ... :-)

...Já te ligaste à terra??...as electronicas não te andam a resistir... ;-)

beijo

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

Que postagem magnifica... que passeio bonito... sempre me deixa a viajar com estas fotos...

bjsssssssssss

Téia disse...

Ameixinha querida, seus versos são o máximo.Você é mesmo uma poeta talentosa. Um dia vou aí conhecer esta terra maravilhosa. Bj grande.

Suzana disse...

Mais dias deliciosos do Algarve! Eu não me atrevo a versejar mas gostei de ler as aventuras em verso e sonhar com as serras. Quanto à Dona Pipoka não é mesmo de se confiar no que respeita a pentes hehehe!!

Bj*

Isabel disse...

És mesmo uma artista a versar!! Adorei o relato dos dias maravilhosos que vocês passaram no Algarve. Que grande festa!
Bjs

Cucchiaio pieno disse...

Oi querida
Realmente as aventuras foram grandes. Bom para acabar com o estresse, né?!
Adoro teu modo de escrever.
Um abraço
Léia

ameixa seca disse...

Gina, os encontros são óptimos, especialmente quando todas as pessoas se dão bem :)
Inside me, estou ligadíssima à terra, as electronicas é que não se ligam muito a mim :)
Anita, Téia, obrigada :)
Suzana, não me digas que a Pipoka também te sacou um pente? Anda a fazer colecção, de certeza :)
Isabel, tenho que comer muita sopa para chegar ao nível da tua mãe :)
Léia, foi fantástico mesmo :) Obrigada!

a Trofa tem cozinheira disse...

Ola minha amiga!!!! Ja tinha saudades tuas!!! Imensas!!! andava sumida!!!!

pelos vistos tu tens te divertido a brava!!! é assim mesmo!!! TU MEREÇES!! mil beijos

Alcina disse...

Belo passeio que a minha amiga deu hem!! muto bonitas as fotografias para não falar nos versos :-) muito bem descrito o passeio :-)
bjinhos

RUTE disse...

E esta hein? Pegaste o virus a toda a gente! Anda tudo a rimar nos comentários! A minha alma está parva! :) Que belo ambiente :)
Beijinhos.

ameixa seca disse...

Bombokita, vou divertindo-me pelo meio das coisas que me acontecem e são menos divertidas :)
Alcina, obrigada :)
Rute, já viste? Não falta gente a versejar pela blogosfera fora :)

Noémia disse...

Ah, poeta!
Não sei se te invejo mais o passeio ou a paciência de contares em verso todas essas aventuras.
Agora do que tenho a certeza é que te divertiste à grande e foi um fim de semana bem diferente. Ó pra mim cheia de inbeija!
Tu mereces todas as amizades e diversão deste mundo! ;)

Carol disse...

Sua poesia deixou mais ainda saltar a vontade de estar ai...Passeio incrível!! Bjs

ameixa seca disse...

Noémia, por acaso não custou nada colocar a viagem em verso. Saiu-me tudo muito naturalmente, empanquei uma vez numa palavra mas depressa me ajudaram :)
Carol, é mesmo para fazer com que as pessoas tenham vontade de conhecer este país :)

Tatiana disse...

Além de cozinheira maravilhosa é poeta das boas!!!
Lindo passeio!!!
Bjs

Camila Marinho dos Santos disse...

Maravilhoso!!!
O que mais posso dizer de um passeio tão lindo.
Um beijo =)

"Manjares da Manu" disse...

Que lindo passeio!!!

Bjs...Ótimo fim de semana!!!

Sherol Vinhas disse...

Me encantei por você!!Adorei te encontrar.
Vou te seguir.
Abraços
Sherol Vinhas

ameixa seca disse...

Tatiana, Camila, Manu, obrigada :)
Sherol, bem vinda :)

Valentina disse...

to boba de ver como vcs passearam. Viram muita coisa.Absolutamente genial.

ameixa seca disse...

Valentina, precisávamos de mais umas semanas para ver o resto :)