quarta-feira, 15 de junho de 2011

Limoncello para afogar o passado


Baldei-me - não propositadamente - a todas as fases da vida da Blogagem Colectiva que se faz ao dia 15 de cada mês. Por isso, prometi à Rute e à Gina que faria um apanhado das fases que deixei escapar e terminaria com a fase proposta para hoje, que é aquela em que me encontro: a juventude :)
Temos que relacionar a fase de vida com a temática do blog. Inevitavelmente, falarei de alimentação e vou tentar ser breve nos apanhados que a memória ainda me permite fazer.

Do nascimento pouco ou nada sei, a não ser o que me vai sendo contado. Sei que o meu irmão chorou quando nasci, não por felicidade mas por tristeza de eu não ter vindo com uma pilinha entre as pernas. Coisas da vida! Fui amamentada, como todos os bebés deveriam ser. Leitinho era o meu nome do meio. Era leitinho de noite e de dia, até que a minha mãe se enervou comigo e disse ao meu pai que, se eu não deixasse de pedir leitinho, me atirava pela janela fora. Disto também não me lembro, mas ela vai fazendo questão de contar :) Na infância, depois de tanto leite emborcado, enjoei completamente e, na escola, existia o leite achocolatado que davam a todas as crianças. A minha mãe avisou a professora que eu não gostava mas, a besta quadrada, dizia que eu tinha que beber como os outros. Eu, que nunca gostei de ser obrigada a fazer nada, vomitei na sala o leite achocolatado. Foi a única maneira de mostrar que, quando eu digo que não gosto, é porque não gosto mesmo! Foi a altura mais problemática quanto à alimentação. Sempre gostei de peixe, mas as sardinhas deram-me algum trabalho. Sempre que comia uma, ficava com alguma espinha encravada no gorgomilo :) Também não era grande amiga da cenoura e das ervilhas. Lembro-me de engolir as chiclets Gorila mal as metia à boca, é que nem dava tempo de mastigar!
A adolescência foi a fase em que melhor me relacionei com os alimentos, os saudáveis e os outros. Comia de tudo, mas do que mais me lembro é da gemada, todas as noites, antes de me deitar. Grande dose de colesterol, grande potência ;) Uma gema de ovo, uma colherinha de açúcar e, de vez em quando, um gole de vinho. Mexia energicamente com a colher, até obter uma gemada clarinha e com espuma. Loucura, loucura, depois enjoei. Nunca mais voltei a comer gemada até hoje, nem leitinho, muito menos leite achocolatado.
A minha juventude trouxe mudanças significativas, na vida e na alimentação. Sempre gostei de vegetais e, já na universidade, tomei contacto com as cantinas amarelas - as cantinas que serviam refeições vegetarianas - e, puxada por uma colega de casa, lá ia eu. Apanhei-lhe o gosto, comecei a introduzir a soja na minha alimentação, muitos vegetais e, aliada à alimentação constituída pelos produtos integrais que já fazia, tenho a sensação que estou no bom caminho. Foi também nesta fase que, apanhando boleia com o meu irmão que ia do Porto para Lisboa - acho que nesta fase ele já não estava tão traumatizado por ter uma irmã, até porque os meus pais arranjaram-lhe um bebé com pilinha, 5 anos depois do meu nascimento - tomei conhecimento de um néctar chamado Limoncello. No edifício Artes em Partes da rua Miguel Bombarda, num copinho de shot, estabeleci o primeiro contacto e gostei muito. Como ainda sou uma jovem adulta e tendo interesse pela culinária, decidi fazer limoncello caseiro. Quem provou diz que aprovou, e eu deixo-vos a receita do néctar que vi no blog The Creative Pot.

Ingredientes:
8 limões
1 garrafa de vodka (750 ml)
2 1/4 chávena de açúcar branco
2 1/2 chávena de água

Pele os limões sem incluir as partes brancas. Reserve-os para outros usos (limonada, temperar carnes e peixes, etc), depois adicione as cascas a metade do vodka. Cubra e coloque no frigorífico em infusão por 2 semanas.
Passadas duas semanas, aqueça o açúcar com a água, mexendo para que dissolva. Leve a ferver e cozinhe por 5 minutos. Deixe arrefecer antes de adicionar à mistura de limão juntamente com o resto da vodka. Cubra e leve novamente ao frigorífico por mais duas semanas.
Coe o limoncello e deite fora as cascas de limão, decante para uma garrafa. Sirva gelado!

Notas:
Será necessário um recipiente de gargalo largo e com capacidade para mais de um litro de líquido. Eu fiz em duas garrafas de gargalo estreito mas garanto que dá o dobro do trabalho. 1 mês de espera vale bem a pena!

Toca a matar o bicho ;)

P.s.: Esqueci-me de dizer que a foto não é minha, é da Moira. Obrigada!

59 comentários:

Vânia Costa disse...

Verdadeiramente delicioso! Se há licor que gosto, este é um deles! :)

Beijinho*

Caderninho de Receitas disse...

Bem ... Acho que tenho de dar graças a Deus pelos filhos que tenho =) A Margarida não me lembro de ela disser que não come ou não gosta... o Manel esse hoje gosta de arroz amanhã não gosta, por isso como nunca sei o que ele gosta hoje, come tudo e tem de se calar =)
Gostei muito deste limoncello, acho que vou "roubar" a receita para as minhas noite de verão, bem fresquinho vou confundir com os nectares dos Deus.
Beijinhos e até breve

RUTE disse...

Como sempre muito cómico o teu relato :)
Também eu queria ter uma pilinha!
Pois no meu tempo, os rapazes tinham muito mais liberdade que as meninas!
E brindemos à Juventude eterna com o teu magnifico limoncello caseiro.
Deve ser delicioso.
Hummmm.
Beijinhos,
Rute

Noémia disse...

Maravilha!
O relato da história da tua vida e a receita do limoncello.
Com tanto limão, vou experimentar já a seguir! :)

Teresa Rebelo disse...

Olé!
Eu gosto de tudo ou quase tudo que leva limão, inclusive o limoncello, sobretudo no final de um jantar de amigos (já foi tradição, por aqui!). Quem sabe um dia destes não me atrevo a fazer? Até porque tenho uma receita de gelado de limoncello (do Gennaro Contaldo), que gostava de experimentar!
Bjs
Teresa

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Que bom estar junto conosco em nossa BCFV!!!
Foi bem legal vc se mostrar verdadeira desde pequenina...
A gente se conhecendo tudo fica diferente... muito mais fácil de se aceitar(aceitando ou não os alimentos em seu caso)...
Hoje vamos sim brindar à Juventude que se nos foi cronologicamente falando...
Tim, tim!!!


"O verde só vinga com o Orvalho de Hermon, nas Montanhas do Sião".

Que o seu dia a dia seja amortecido pela força da juventude que habita em vc!!!
Bjs juvenis e de paz

Maria Luiza disse...

Que legal conhecer você e sua blogagem coletiva três em uma. gostei muito do seu relato e de seu blog que eu não conecia. Já estou ficando por aqui. Ando prometendo acabar com essa mania de blogues de receitas, mas não adianta, eu não resisto. Também estarei publicando a minha "Juventude", para logo mais. Bjbjbj!!!

Gina disse...

Ameixa,
Que bom atender ao nosso convite!
Leite e café com leite não tomo de jeito algum. Nem o cheiro me agrada!
De gemada também nunca fui fã, mas penso que no mais comia de tudo. E se fosse abacaxi, então, não queria nem deixar para os irmãos de tão gulosa!
Cenoura comia como uma coelhinha, crua!
Quanto ao limoncello nunca provei.
Você conseguiu fazer um apanhado do início ao fim sem fugir à temática do blog. Muito bom!
Bjs.

Moira disse...

O relato das fases da tua vida fazem-me lembrar uma cena que se chamava A minha vida dava um filme ;)
Quanto ao limoncello eu sou uma das felizardas que provei e aprovei, tanto que já tenho as minhas cascas a macerar.

Irene Moreira disse...

Olá
Que gostoso bom lendo esse seu post com um relato de um linda vida e cheio de energia e coisas boas que os pequenos dissabores até nem são percebidos.
A forma como leio vejo que és uma pessoa alegre e de muito bom humor e isso é muito bom.

Já anotei essa receita do Nectar de limoncello que deve ser uma dilícia.

Sempre bom compartilhar com novas experiências de vida nessa blogagem coletiva. Apesar de estar desde o início é primeira vez que venho te visitar, pois são tantos que o meu tempo não dá para visitar a todos.

Feliz em estar aqui neste cantinho tão agradável e cheio de coisas deliciosas.


Beijos no seu coração

Marly disse...

Ameixita,

Menina, este limoncello fica com uma aparência fantástica e eu certamente vou tentar fazê-lo! rsrs. A taça também é linda e o relato da tua vida me fez rir.

Um beijo!

LPontes disse...

Bela execução de um belo licor de limão que deve estar uma delícia (e que, atenção, melhora com o tempo).
O único óbice é a falta do "segredo" do limoncello, que o torna em algo único e inimitável fora da Sicília: os espantosos e únicos limões da Sicilia, que não se encontram em mais parte nenhuma.

ameixa seca disse...

Vânia, então tens que experimentar :)
Carolina, cuidado que ele fresquinho, sobe e desce muito bem :)
Rute, prefiro ter uma garrafa de limoncello he he
Noémia, acho que fazes bem :)
Teresa, eu fiz o limoncello por causa de um gelado, mas entretanto fiz o gelado sem o limoncello porque ainda não estava o licor pronto. Agora tenho que tentar novamente :)
Orvalho do céu, obrigada :)
Maria Luiza, blogs de receitas são mesmo viciantes :)
Leite só tomo com café e deve acontecer 2 ou 3 vezes no ano. Enjoei completamente dele :)
Moira, a minha vida dava um livro, um filme, uma série de 13 episódios, o que tu quiseres ;) Esqueci-me de dizer que a foto é tua, mas já rectifiquei.
Irene, obrigada, espero que gostes :)
Marly, a taça é da Moira, o limão também, todo o cenário é dela. O líquido fui eu que fiz e dei uma pequena garrafinha à Moira. Depois, ela fez o favor de tirar esta linda foto :)
Luís, os portugueses vivem do desenrasque e os limões portugueses desenrascam-se muito bem no limoncello ;)

B. V. disse...

Ola tudo bem ?
Estou a vender uns livros de receitas no meu blog , se tiveres intressada passa por la.
beijos

gasparzinha disse...

A tua vida dava um filme, um livre e uma ópera! :)) Eu não gosto de nada alcoólico, mas confesso que vinhos e licores me deixam com pena, apetece!
Beijinhos

Figos & Funghis disse...

Eu já fiz Limoncello em casa e ficou maravilhoso! Adorei seu texto, muito bem escrito! Parabéns!
Beijos

cacahuete disse...

Lembro-me bastante bem dos leites com chocolate que davam na escola primária. alguns até vinham com desenhos e informações sobre os ilustres portugueses que marcaram a época dos descobrimentos. Eu também adoro limoncello.

Beijinhos

pensandoemfamilia disse...

Parabéns pela participação e obrigada pela receita.
bjs

Rachel disse...

Quando vi no blog da Rute, creio eu, seu comentário que participaria dessa etapa, pude imaginar que viria coisa ilaria por aí e não deu outra, ri muito com sua narração, e "chiclets gorila" foi o máximo.
Muito espirituosa como sempre, adorei tudo!
Bjuss!!!

Josy disse...

Ameixa que delicia de post, muito gostoso de se ler, e ri muito quando vc disse que sua mãe teve ímpetos de joga-la pela janela kkkk Muito engraçado Srta. Ex-Leitinho. Tão gostoso relembrar os bons momentos que vivemos não é.? E vc fechou com chave de ouro com esse lindo Limoncello. gostei muito da receita, vai para a minha pastinha...bjokas

Adri disse...

Oi, Ameixa! Vim conferir sua participação no BCFV e conhecer ser blog. Essa sua viagem no tempo pela sua alimentação ficou superinteressante, ri da parte do desapontamento do seu irmão e do leite derramado (literalmente) na escola, rs.
Estou com uma receita de limoncello há muito tempo guardada, sua sugestão me deu novo ânimo de fazer! Beijos!

Socorro Melo disse...

Oi, Ameixa!

Esta é a minha primeira visita ao seu Blog. Também participo da blogagem coletiva.
Seu texto está ótimo. Divertidíssimo. No meu caso, quando nasci, quem se aborreceu por eu não ter uma "pilinha" foi o meu pai, acredita? kkk Mas, ele superou essa manha rapidinho, e me deu todo o amor de que eu precisava(e preciso).Temos algo em comum: também não gosto de leite!
Ficou bacana a sua associação das fases da vida com a alimentação.

Um abraço
Socorro Melo

Gisela disse...

Como sempre adorei ler o relato da tua vida. E o limoncelo não gostei porque não provei, mas gostava de provar, acredita
Um beijinho grande

"Manjares da Manu" disse...

Hummm, que delícia!!!
Muito bom para um dia de calor!!!
Bjs...

AnaCristina disse...

kakakaka rsrsrs Um resfriadinho chato me tirou do trabalho hoje a tarde, entao vou aproveitar para visitar e comentar as coletivas! Depois da uma passadinha la na minha participacao! Bjo

Raspas de Laranja disse...

Ao ler o teu texto, lembre-me de coisas que estavam esquecidas na minha memória. Também comi muitas gemas, daquelas cheias de espuma, só eu ponha uma pitada de canela ... moída :))
Eu como não andei na faculdade, ainda não me rendi à comida vegetariana, embora já tenha provado e aprovado.
O licor ... esse está óptimo porque eu provei, e é verdade que sobe. Bjs

Retrato a Sépia disse...

Adorei o teu relato! A mim, transmites muita alegria e simplicidade.
Parabéns pela escrita!
Beijinho

Lina disse...

Olá, gostei muito da tua participação, vê-se mesmo que estás em plena juventude pela leveza e alegria que se sente na escrita. Se eu tivesse aqui um cálice desse limoncello faria um brinde bem fresco, por enquanto vou levando a receita. Também pertenço ao clube das que não gostam de leite e a carne faz cada vez menos parte do meu prato. Gostei muito de conhecer o teu blog, vou voltar mais vezes, garanto-te.
Beijinhos

ameixa seca disse...

Gasparzinha, eu bebo muito pouco e não bebo de tudo. Matar o bicho não é muito comigo ;)
Fabi, pensandoemfamilia, Manu, obrigada :)
Cacahuete, exactamente, de vez em quando as embalagens mudavam :)
Rachel, é a marca delas e eu engolia mal as colocava na boca, era automático, nem dava tempo de mascar ;)
Josy, a minha mãe conta que ameaçou atirar-me da janela porque eu pedia leite de dia e de noite e ela tinha que se levantar cedo pra trabalhar. Não dormia nada comigo aos berros a pedir leitiiiiiinho ;)
Adri, na altura não teve piada nenhuma, mas só nos resta rir sobre o leite derramado, não adianta chorar :)
Socorro, o meu pai queria muito uma menina, ficou todo feliz. Acho que o meu irmão só começou a aceitar-me quando eu era adolescente :)
Gisela, ouvi dizer que o da Moira está a macerar he he
AnaCristina, vou tentar passar em todas ;)
Zé, canela também dá potência, não me lembro de experimentar com ela e parece-me bem :)
Retrato a Sépia, então estou a comunicar bem a minha natureza :)
Lina, não me tenho sentido lá muito jovem, fui apanhada por uma virose manhosa. Olho pró leite e prá carne, principalmente a de vaca, e começo logo a torcer o nariz :)

Bel Rech disse...

Vim pela blogagem coletiva, adorei sua postagem divertida....Também gostei muito do drink!
Paz e bem!

Denise disse...

E aí, vc continua vegetariana. Tb conheci as comidinhas vegetarianas na minha juventude. Até consegui sê-lo por um tempo, mas com problema de tempo, não consegui permanecer assim. Hoje sou casada com um carnívoro e se não tiver carne, é um problemão. Muita paz!

♥♥ belinhagulosa ♥♥ disse...

Deve ser tão bom esta bebida...

amiga a tua vida dava para escrever um livro...bjokinhas querida

Cucchiaio pieno disse...

Aqui na Itália bebe-se muito limoncello!
O teu ficou com um aspecto ótimo!
De criança ja' tinhas uma bela personalidade! Isso sim é lição para a professora - hehehe!
Um abraço
Léia

Abóbora Amarelinha disse...

He he vomitar na sala...tu avisás-te!!!!
Gemada maria ameixa? belheque, nunca vou conseguir provar isso, mas olha só te falta mesmo a pilinha...ó maria rapaz!!!!!

Virginia Jesus Fassarella disse...

Se eu te contar que na juventude tomei muito limoncello você vai acreditar? Eu conheço como caipirinha, é uma bebida doce deliciosa, apesar de há bastante tempo eu não experimentar nada alcóolico. Beijos.

Cláudia M. disse...

Muita gemada comi eu! Muito bem batidas com açúcar amarelo e uns bocadinhos de pão, o que eu gostava daquilo. :))

O famoso limoncello tem boa cara, mas essa do vodka é que me tramou! Nunca comprei tal coisa, mas há sempre uma 1ª vez.
bjs

M. disse...

Ai melhere, nunca devias ter postado isto!!! Agora vou ter de fazer! Que foto chique, hã?
Beijinhos,
Madalena

Sandra G disse...

Tive que parar um pouquinho e vir aqui ver este teu post!!E ainda bem porque me fartei de rir!!

Quem ne dera provar esse licor, maravilha.

Bjs

ameixa seca disse...

Bel, obrigada :)
Denise, nunca fui vegetariana, nunca deixei de comer carne nem peixe... mas adoro comida vegetariana e como muitas vezes :)
Belinha, e ainda nem a meio da minha vida vou ;)
Léia, não foi por querer, mas obrigar-me a beber o que não gosto, ia dar nisso ;) Não consigo comentar no teu blog!
Bóbora, olha que eu sou muito gaja ;)
Virginia, abusou, né? ;)
Cláudia M., também gostava de enfiar a gemada no meio do pão, que maravilha. Agora, nem vê-la :)
M., muito chique, vê-se logo que não é minha he he
Sandra G, é um prazer prestar serviço público ;)

Ginja disse...

Se a vida do teu gato da para fazer uns versos e contar uma história...a tua da para escrever um livro e fazer um filme!! ah pois. Gostei imenso do post. E o limoncello deve ser delicioso e fresquinho! E ajuda a "matar o bicho" hehehe. Fantástico. Olha, queria que fosses a primeira a saber: decidi aventurar-me no mundo dos blogs de culinária! Ainda a medo e devagarinho. Cá fica: http://ananasehortela.blogspot.com// Ainda vou ter de te pedir alguns conselhos. Um beijinho.

Nela disse...

K bela receita Ameixinha,já te a roubei amiga ;º) como sempre adoro ler o k escreves, tens imenso jeito kerida, bjs.

ameixa seca disse...

Ginja, quase. Um dia, quem sabe, quando tiver paciência... ainda ponho a minha vida em verso :) Finalmente, vou já lá ver. No que precisares, já sabes que estou aqui ;)
Nela, obrigada :)

Simples Assim disse...

QUe texto bonito, Ameixa. E , ainda por cima, com uma receita que me parece deliciosa.
Bj,
Lylia

ARR disse...

Gostei muito do texto :)
Eu sou mais uma fã do Limoncello, que tive o prazer de conhecer há uns anos.
Hoje em dia, tenho sempre uma garrafinha de Limoncello no frigorífico para quando me apetecer :)

Bjs
Ana

Lourdes Sabioni disse...

Ameixinha, tinha que ser você...vomitar o leite na classe, tinha que ser ameixa...KKKKK!
Minha mãe sempre me disse : Tome cuidado com a Martha, ela não é fácil, seja sempre sincera...
Agora sei o porquê.
Beijos!

Filipa disse...

Eu provei e gostei. Agora vou fazer, prometo. E espero dar-te a provar! Um beijinho

ameixa seca disse...

Lylia, obrigada :)
Ana, o meu também permanece no frigorífico. Agora não há desculpas para não ter limoncello :)
Lourdes, haha, essa foi muito boa :)
Filipa, eu quero provar o teu ;)

vasco disse...

Adorei ler sobre a tua vida :P Mas gostei mais do limoncello, ando há tempos para fazer e agora relembraste-me!

conceicao disse...

O limoncello tem um aspecto excelente.
Bjs

Victoria disse...

Adorei a receita e vou colocar as minhas cascas de limão para macerar já!!! Beijinhos.

ameixa seca disse...

Vasco, faz que não te vais arrepender :)
Conceição, eu também acho. Obrigada :)
Victoria, espero que gostes :)

Elaine Figueira disse...

Você fez uma apanhado geral das três fases. ;-) Gostei muito. Adoro limão e percebi também que temos os animais em comum..

Abraços,

Elaine

Zilda Santiago disse...

Um belo resumo de vida para a coletiva.Parabéns.Só não vou provar a bebida por causa da vodka rsrsr Sigo seu blog e esperoa no meu!!A participação em Rumos Libertadores.Bjssssssss

Salsa Verde disse...

AMEI!!!!
Amei a história da tua vida e devo dizer-te que em comum temos a aversão pela gemada e pelo leitinho :)))!!
Limoncello... ADORO!!!! Tchim, tchim para ti!!
Beijinhos,
Lia.

ameixa seca disse...

Elaine, teve que ser já que não tinha participado nas anteriores :)
Zilda, obrigada :)
Lia, se me obrigarem a comer gemada eu ainda como, leite é que não dá mesmo :)

Cenourit@ disse...

Ainda hoje goste de gemada. Com açucar amarelo e miolinho de pão e de volta e meia lembro-me e mato a saudade da adolescência.

O limoncello parece-me bem ;)

ameixa seca disse...

Cenourita, qualquer dia também volto a comer pra ver se me dá força :)

Romy disse...

lol... concordo com as meninas... o teu filme dava mesmo um filme lol
Tens de pensar em escrever as tuas memórias, mesmo que sejam as que te contam lol
Aposto que iria ser top de vendas pois a forma como escreves cativa qualquer um :-)

Bjokas

ameixa seca disse...

Romy, acho que o livro seria um fiasco ;) Mas fico contente por achares que seria um sucesso he he Obrigada.