segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Aiiii mouraria...

Há imagens que valem mais que mil palavras mas, salvaguardando a identidade das prezadas bloguistas que compareceram, eu tenho mais palavras que fotografias. Essas, guardo-as para mim :)
Como sempre, descrevo a maior parte do que se passou e, como é óbvio, com partes fictícias pelo meio para dar mais drama à coisa he he
Espero com isto não ofender e não me ter esquecido de ninguém! É apenas o meu meio de agradecer e comunicar dois dias maravilhosos que passei em Lisboa! Obrigada.

Aqui vai...

De Famalicão a Lisboa
São 5 horas de distância
Queria ter um avião
P'ra lá ir mais amiúde.

Dei cabo de 40 tostões
Para ir ter com as miúdas,
Mas valeram os cifrões
Por um bando de malucas.

À chegada a Lisboa
Recebida com bandeirolas
Conheci a Carolina
Uma miúda bem fixolas :)

De mão dada com a tia
E a mamã que as seguia.
Acenaram a outra desembarcada
E a Ameixa ali embasbacada.

Lá seguimos o caminho
Faladoras até casa
Conhecer o pequeno gatinho
E a Safira muito mimada.

Aproxima-se a hora do jantar
O escolhido foi Indiano/Nepalês
A Cristina e a Canela vão lá estar
Num ambiente muito cortês.

Disto e daquilo comemos
Provamos umas coisinhas
E seguimos para as nossas casinhas.

No Sábado de manhãzinha
Logo que nos levantamos
Entre um dejá vu e uma frutinha
Do encontro lá falamos.

De seguida uma visita
Para ir à Mouraria
Fomos bater a pernita
Vi coisas que nem conhecia.

Beringelas pequeninas
Temperos a dar com um pau.
Trouxe algumas coisinhas
Já não foi nada mau.

Ora vamos lá à Cachupa
Desta vez com morcela a acompanhar
Cum filha da... mãe
Estava tão bom, mesmo de babar.

Ai Meu Deus, que horas são?
Ainda dá tempo para a sobremesa?!
Come lá o melão,
Venha a taça de mousse com framboesa.

Vamos lá ter com as meninas
Que estão já à nossa espera
Andamos práqui às voltinhas
E quem espera desespera!

Ali estavam elas, todas a conversar
Reunidas numa roda
Lindas meninas a cantar:

Ai ai ai minha Ameixinha
Ai ai ai minha Ameixinha
Quem te mandou p'ra Lisboa, assim tão sozinha?
Quem te mandou p'ra Lisboa, assim tão sozinha?

Tu nem sabes nas que te vais meter
As mouras são loucas
Ainda te vão bater.
As mouras são loucas
Querem-te ver a tremer!

Mas quem é que elas pensam que eu sou?
Uma nortenha que só sabe tremer?
Pois ora aqui estou
P'ra ver Lisboa a arder he he

Lá fui eu, grande e imensa
Tentar descobrir quem estava a cantar,
Houve logo ali uma desenvença
Com uma Abelha a resmungar.

Olha que há gente grande
Que não é grande espiga!
Vê lá se queres que te mande
Comprar farinha milha :)

E lá tentei eu adivinhar
Que meninas estavam ali a olhar
Para mim com ar admirado
Então a Ameixa que é tão alta,
Tem um ar assim tão mirrado?
Que mais querem, que vos falta?
Imaginem se eu fosse maior!?
Isto ia de mal a pior :)

A Abelha já foi apresentada
Passamos a quem mais ali estava
A Vânia morena menina
Seguida da risonha Gasparzinha.

E ali entre tanta moura
Alguém que não conheci!
Quem és tu que nunca te vi?
Empanquei eu logo ali
Com a verdadeira, a Moira :)

Segue-se alguém que nunca tinha visto
Fofinha como pão-de-ló.
Olhem-me para isto:
A querida Titó :)

E ali ao lado dela
A Mãe mais Bela
Da menina Ana Rita
A minha amada Cenourita :)

Segue-se a grande família
Ali estava a mãe galinha
E as suas duas filhinhas.

E logo ali
A Sandra eu encontrei
De seguida a Just me
Eu cumprimentei.

E vinda directamente dos Algarves
Para um encontro Sul, Centro e Norte
Uma Margarida de olhos azuis suaves
Encontrou os meus castanhos de pequeno porte.

Apresentações terminadas,
Lá fomos meio desalinhadas
Atravessar o deserto das mouranas.
Vá, não adianta chorar!
Marche, sempre em frente a caminhar.
E se alguém perguntar,
A culpa é da Tertúliana
A verdadeira moirana,
Cuja ideia iluminada
É fazer atravessar a cambada
Até à Geladaria Emanha
Já que a gula era tamanha.

Conheci a Anna à chegada
A Rute também lá estava
Publicou e partilhou
Comeu o gelado e bazou.
A Canela e a Cristina
Com a Madalena também vinha
Ficamos ali a tentar comunicar
Umas a sair outras a chegar.

Assim se passou o dia...
E já eram horas de ir embora.
Dos pés já ninguém podia,
Deitem as chinelas fora!

Lá vieram as despedidas
Com abraços e beijinhos.
Obrigada minhas meninas
Pela presença e presentinhos.

Seja no Porto ou Lisboa
Que outro encontro aconteça.
Toda a gaja que é boa
Por favor apareça :)

E agora vou ali tomar vitaminas, depois disto estou a precisar de um transplante cerebral, até logo minhas meninas, vemo-nos no Carnaval :)

Notas: Para começar a rimar inspirei-me na canção dos Xutos "Maria", depois das primeiras quadras deixei-me levar e esqueci a música. Mais para o meio agarrei-me à canção infantil " À, À, À minha machadinha".

64 comentários:

familia antunes disse...

Simplesmente fantástica esta tua descrição....
Obrigado por partilhares...
Beijinhos...

anabenfica disse...

A tua veia poética sempre apuradissima!!

Bjitos

Isabel Pisoeiro disse...

Espectáculo este poema!! :)

Vânia Costa disse...

E aí está... PERFEITA a descrição do nosso encontro... Menina morena, hum? =)
Venham mais, e venham as fotos pro meu email menina pequenina e linda! =)
Foi uma verdadeira aventura, mas valeu cada segundo!

Beijinho*

Mundo de Alice disse...

que maravilha!!!!

Paula disse...

obrigada pela tua descricao obrigada pela tua veia poetica e genuina alegria
toma la um abracinho com carinho
e creio q ainda hoje , ou amanha vou privatizar o meu flordesol
depois envio te convite ta ?

Sushibaby disse...

E não é que aqui há poeta...
Beijinhos

Isabel disse...

Ameixa,
as tuas quadras estão giríssimas! Tu tens mesmo talento para a coisa!
Uma descrição perfeita do nosso encontro mouro :)
E que se repita muitas vezes.
Bjs

Marly disse...

Puxa, mas vocês realmente têm se divertido, hem? Desejo a todas que esses encontros se repitam, e que as lembranças deles sejam como tesouros, levados na memória de cada uma!

Fátima disse...

Parabéns poeta! :))

Cláudia M. disse...

Ora muito bem, acredito mesmo que estejas com a cabecita a fumegar, mas valeu a pena! Está um espectáculo!!

Grande poeta, volto a dizer que o Aleixo tem seguidora, ai tem sim senhora.
Muito giro!
Volta sempe, para a próxima em vez de bandeirinhas vai mesmo haver fogo de artifício. :))

bjs

Abelha Maia disse...

Grande poeta, descrição perfeita.
Venham mais.
bjsss

Raspas de Laranja disse...

Até parece que estive lá. Percebi tudinho, és o máximo a rimar. Bjs

Tânia Saj disse...

Ter um encontro registrado em poesia não é para qualquer um....
Parabéns de novo por mais este seu talento! Ficou muito legal (ou como dizem, muito giro!!)
Beijinhos

Elisabete disse...

Maravilhoso.
Já fiquei bem disposta só com a descrição do encontro.
Escreves muito bem e com o coração.
Beijinhos

Marlene João disse...

Oláaa Ameixinha!
Eh eh eh eh
Tens jeito pra coisa hein, os nossos parabéns :D

Beijinhos e boa semana *.*

RUTE disse...

Bis bis bis, queremos outro encontro a rimar :-)

Ficou LINDO! Isso é que é veia poetica mulher! Como tu não há igual!!

Adorei, estou com um sorriso de orelha a orelha. Beijinhos ameixinha.

pipoka disse...

Mulher,

Tu tens que começar a dedicar-te a fazer letras de música, pois és inspiradíssima. Bem escrito, bem humorado, uma belíssima narrativa.

beijocas

Gina disse...

Como traduzir em palavras e rimas tamanha emoção? Só você!
Sei bem o que é isso, desde a ansiedade pelo dia "D", até conhecer todas que estão por trás das máquinas diariamente a conversar conosco. Os mimos, os cumprimentos, a admiração por descobrir o rosto de cada uma e o "tamanho"... rsrs!
Você merece todo esse carinho, que ultrapassa até o Atlântico.
Parabéns pelo maravilhoso encontro de vocês.
Bjs.

Isa Lourenço disse...

Gostei muito desse poema, apesar de não ter sido possivel ir.
Próximos encontros virão.
Bjocas

Noémia disse...

Tu estás douda mulher!
Bem podes de precisar de vitaminas e de transplantes e de descanso e tudo, e tudo, e tudo!
Um encontro dessa envergadura, com tanta gente à mistura e tantas emoções, contado em verso é verdadeiramente épico, nem o Camões!
Tu vê se para a próxima fazes um relato romanceado, que é mais fácil porque eu quero ter uma amiga, ameixa fresca, por muito tempo e não ameixa seca e mirrada.:)

Margarida disse...

Olé! Habemus poetisa! : )

Gostei deste relato
melhor não teria feito
ainda estou pra descobrir
de onde vem tamanho jeito.

Venham de lá mais encontros
com versos, rimas e tal
mas por favor Ameixinha,
não nos deixes até ao Carnaval!!!!

bjs

Paula Pacheco disse...

Queria ter ido só para estar no meio desta poesia...que graça que ficou, adoro rimas...vc é escritora??? rsrsrsrsrsr...
bjs
Paula

Sónia Alexandra disse...

E dve ter sido um encontro fantástico. A avaliar por tudo o que aqui descreves foi estrondoso. Beijinhossss

Sandra G disse...

Com essa descrição até parece que estava lá, a comer um geladinho e a conhecer as meninas.

Beijinhos

Cristina disse...

Ameixinha, uma descrição à altura do encontro fantástico :) Estás imparável mulher!!!!

gasparzinha disse...

Ameixinha, este post é por si só uma fotografia! :) :)
Que tarde deliciosa nós tivemos.

Beijinhos e venham mais. :)

ameixa seca disse...

Familia Antunes, Anabenfica, Isabel Pisoeiro, Alice, Fátima, Marlene João, muito obrigada :)
Vãnia, já enviei as fotos para o teu mail. Não recebeste?~Morena pois claro, a branca deslavada sou eu :)
Paula, eu é que agardeço :) Manda o convite, por favor!
Sushibaby, não há poeta... há qualquer coisa assim assim :)Obrigada!
Isabel, que se repita sempre no mesmo espírito alegre e bem disposto :) Obrigada por tudo!
Marly, eu só saio de casa para me divertir :)
Cláudia M, és uma "exógerada". O Aleixo tem seguidora porque até admiro o homem he he Tive uma má experiência com o fogo de artíficio no Sábado, prefiro as bandeirolas da Carol :)
Abelha, essa do "grande" é alguma indirecta? he he Obrigada!
Zé, não estiveste mas podias estar que ia ser ainda mais fixe :)
Tânia, é verdade. Eu habituei mal os meus leitores. Comecei com a poesia e agora tenho que me aguentar :)
Elisabete, tento escrever bem! Obrigada :)
Rute, o próximo fica nas mãos da Margarida ou fazemos a coisa a meias he he É que eu já não sei se aguento ;) Ainda bem que, pelo menos, dá para pôr o pessoal a sorrir!
Pipoka, quem me dera ter capacidade para isso :) Nunca se sabe se alguém lê isto e me faz um contrato milionário he he Obrigada!
Gina, acho que o tamanho foi um choque mas eu sempre disse que era "enormeeee" he he Espero merecer sempre o carinho de todas as pessoas que tenho vindo a conhecer e das que ainda não conheço pessoalmente :)
Isa Lourenço, espero que aconteçam muitos outros :)
Noémia, possuída como sempre he he Até fiquei vesga como o nosso épico amigo Luísinho (o Camões e não o meu pato he he). Vamos ver se me dá para o romence da próxima vez he he Contigo ao lado sou sempre fresca mulher :)
Margarida, isto vai sem rima porque ainda estou em convalescência he he Para a próxima fazes tu também. O meu jeito vem de onde vem o teu :) Podia dizer que nos víamos em Tribunal mas achei que era melhor fazer a festa na altura do Carnaval he he
Paula Pacheco, sou escritora de blogs, será que vale?
Sónia, foi fantástico :)
Sandra G, podes estar no próximo, hão-de vir outros :)
Cristina, agora vou parar durante uns tempos. Estou sem fôlego he he Obrigada!
Gasparzinha, ainda bem que dizes isso, é sinal que passei a mensagem como queria :)

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog => Receitas

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Abóbora Amarelinha disse...

Ameixa maria onde está o meu comentário? estava a seguir a um Chinês que não se percebia nada... agora não está ai nem o meu nem o chinês!
estarei no blog certo?

♥ mesa para 4 disse...

hehe muito giro :*

Leonor de Sousa Bastos disse...

Ameixinha,

Estes teus versos já são um ícone dos encontros de blogues! :)
Não é difícil imaginar a diversão que foi, depois de ler o teu relato! :)

Beijinho!

Mary disse...

Aproveitamos, e seguimos rumo a Lisboa à boleia da tua imaginação! hehehe:)

ameixa seca disse...

Vejablog, obrigada!
Abóbora, a chinesada eu apaguei mas não me chegou nenhum comentário teu. Lamento, nem sequer o tenho nos e-mails eliminados. Comenta lá outra vez :)
Samma, obrigada :)
Leonor, já é da praxe :) Obrigada!
Mary, e esta viagem é grátis :)

Karla disse...

Oh pá....é tão injusto :( Nem imaginas como ainda estou triste de não ter ido conhecer as minhas meninas :(...
Queria tanto conhecer-te a ti, à Abóbora, à Canela, à Titó e à Cenourita... Claro que as outras meninas todas também...mas estas...
Enfim...tive de trabalhar nada a fazer mesmo, só esperar pelo próximo...

beijinhos

Luciana B. disse...

Adorei, da mesmo vontade de estar ai com voces :-)E que vontade de ver a carinha de voces!!Ano que vem vou a Portugal e quero ver voces. Um beijo!

kombi disse...

QUE MANEIRA TÃO GIRA E CHEIA DE TALENTO DE DESCREVERES O QE TE VAI NA ALMA.

QUE ENCONTROS GIROS.

BOA SEMANA

Cor de Chá disse...

Acredito que tenha sido um encontro fantástico. É sempre bom conhecer gente nova ou, como eu costumo dizer, "pessoar" quem já conhecemos virtualmente.

E foi precisamente na gelataria Emanha que comi o melhor bolo de chocolate do mundo. Os gelados não provei :(

Bj

Canela disse...

Ameixinha
Que talento desperdiçado,alguns andam anos para escrever uma rima e a ti saem-te ao metro!
Desconhecia o canto da travessia do Kahari,mas o da(rua)da Ilha dos Amores em que as heroínas se deleitam com gelados,está perfeito!
Beijo e descansa esses neuronios tão preciosos!

Romy disse...

Que máximo!!! Os meus parabéns :-)

ameixa seca disse...

Karla, fica para uma próxima :) Também gostávamos que tivesses ido!
Luciana, diz com antecedência e combinamos um encontro :)
Kombi, obrigada :)
Cor de chá, acho que lá não é só o bolo que é o melhor do mundo. Os gelados são muito bons, os dois que provei eram maravilhosos :)
Canela, não me digas que tenho que ir a um concurso de talentos? he he Assim, já ficas a conhecer tudidnho ;)
Romy, muito obrigada :)

Olguinha disse...

grande encontro, sim senhora!
é sempre bom dar o nome a uma cara!
E a tua veia poética está super apurada. Adorei!

Carol disse...

Mas a gaja é poeta mesmo!! Que chic amiga! Parabéns. Beijão

calma que estou com pressa disse...

oi Ameixa romãntica! com estas unhas e mãos mara! que texto poetico! nossa, ueria estar eu ai no meio de voces, o que será flaria de mim! fiquei curiosa, tu é daquelas que fica quietinha observando o jeito de cada uma, gosto disto - gente observadora! ah que Liboa deve ser um must- um dos meus sonhos de consumo-aliás conehecer portugal todinha e depois o resto da europa, ai ai ai
que me deixou com mais vontade!
bjs

Odete disse...

Mas quanta inspiracao!!!
Uma paisagem dessas inspira mesmo. E nada como ver o mar...
Tambem fui a praia nesse feriado.

bjs & have a great week

sandraf disse...

Hihihihi, há palavras que valem mais que mil imagens!!! Ameei Ameixinha GRANDONA.
Bjs aqui debaixo...

Canela disse...

Epá comi letras era o deserto do Kalahari!

ameixa seca disse...

Olguinha e Carol, obrigada :)
Lú, não sou das mais observadoras. Apanho o essencial apenas :) Obrigada!
Odete, o Tejo inspira :)
Sandraf, acredito que sim! Obrigada :)
Canela, eu entendi :)

edinha disse...

Foi só paródia :)
Quanto à escrita está óptima aliás escreves sempre muito bem :)
Beijinho

Nela disse...

Belo poema, mas realmente Lisboa é Lindaaaa, e tem muito k ver mesmo, adoro a minha Lisboa, parabéns pelo poste. Beijoquinhas.

TiTó disse...

Amei a parte do fofinha como pão de ló :) Tens cá uma imaginação linda e claro uma veia poética :)

Adorei aquele sábado, foi simplesmente espectacular e que o próximo encontro não demore muito tempo para se realizar :)

Beijinhos amiga**

Mamã Catarina disse...

Bem, estou a ver que se divertiram à fartasana! Que "inbeja", da boa claro :)

Mas sabes o que me deixou mais frustrada no meio disto tudo? É que nesse mesmo sábado eu estive no Parque das Nações a fazer um piquenique com as filhotas e o maridinho e não sabia desse encontro :(

Possivelmente até nos cruzámos e eu não dei por nada! Quem me mandou não ter vindo aqui mais cedo? Assim ter-me-ía apercebido que iria haver um encontro! E pronto, lá se foi por água abaixo a oportunidade de te conhecer Ameixinha, mas eu quero acreditar que outras alturas haverão :)

Beijinhos e boa semana!!

ameixa seca disse...

Edinha, muito obrigada :)
Nela, Portugal é lindo :)
Titó, mas é daquele pão-de-ló de Ovar que é o meu favorito :)
Catarina, eu avisei com bastante antecedência. Terá que ficar para a próxima que estejas mais atenta :)

KINHA disse...

Olá!
Existem milhares de blogs nessa blogosfera desvairada. Poucos são especiais e interessantes, mas o seu está entre estes. Espero sua visita.Ese quiseres me seguir, eu te seguirei também.
http://amigadamoda.blogspot.com

Nana disse...

Tu tá que tá hein!?
hehehehe
Bjss

Raspas de Laranja disse...

Ó Ameixinha, vi o teu comentário na marmelada da Canela, e tenho que te dizer qua faço marmelada, sem estar a mexer o tempo todo! Despois digo-te como. :)

O Cantinho da Mimi disse...

Olá ;)

Dá uma espreitadela no meu blog ;P

www.ocantinhodamimi.blogspot.com
Beijinhos*

moranguita disse...

he la grande veia poetica.
adorei esta longa descriçao ameixinha.
beijinhos

ameixa seca disse...

Kinha, existem milhares e eu nem tempo tenho de ver uma centena :)
Nana, estou como sempre estive :)
Zé, deve ser na panela de pressão não? Já vi marmelada feita na PP :)
Mimi, obrigada :)
Moranguita, obrigada :)

Moira disse...

Oh pá! Ontem deixei-te um comentário em verso todo tchanã e não apareceu aqui nada.
Ainda por cima rasguei o papel onde escrevi a coisa e agora não sei se consigo reproduzir.
Vou tentar escrever de novo para enviar, ou será que "censuraste" a coisa pra não te fazer concorrência hehehehehehe
bjs
Moira

Moira disse...

Tal como prometido e com dupla inspiração para recuperar os versos perdidos, aqui deixo os meus versos ;)

Porque hoje estou inspirada
Com estes versos te encanto
Não fora eu Moira Encantada
Em rimas deixo o meu canto

Foi na expo que conhecemos
Uma Ameixinha do Norte
Encontros assim, nem sempre temos
Eramos muitas, foi um fartote

Por vielas e ruas se perdeu
Na nossa querida moirama
Muita gente a reconheceu
Tamanha era a sua fama

Não teve que se queixar
Por todas foi bem recebida
Mas porque a fizemos andar
Culpas botou à Moira querida

Outros encontros marcaremos
É tudo uma questão de fé
A terras longínquas iremos
Nem que tenhamos que ir a pé

Um grande beijo desta Moira armada em poetiza de algibeira

ameixa seca disse...

Moira, não veio parar cá nada. Aqui há liberdade de expressão desde que haja respeitinho he he
Se calhar a dupla inspiração saiu melhor que a primeira certo? Está espectacular. Qualquer dia junto-me a ti e à Margarida e escrevinhamos um livrinho he he
Eu cá não me importo nada de andar a pé. Convosco ia ao fim do mundo ;)

Moira disse...

Ameixinha,
Confesso que andei a colar os papelinhos que ainda estavam no lixo :))))
Mas na parte que improvisei na área de comentários tive que inventar de novo, que estas cosas saem , mas não ficam na cabeça.
Ainda não tinha descoberto que a Margarida também tinha veia poética. Vou estar mais atenta.
Claro que a censura era a brincar, provávelmente fui eu que não fiz o enviar, está-se mesmo a ver, é o que dá ser cabecinha no ar.
Beijinho

ameixa seca disse...

Moira, a Margarida também tem uma veia poética :) Que três se juntaram à esquina he he