sábado, 1 de maio de 2010

Por entre ria e serra!


No meio de tanta atrapalhação na minha vida, fui conhecer o Algarve, conhecer blogueiras que de outra forma não conheceria, provar a gastronomia local, conhecer locais lindíssimos. Sou privilegiada nas amizades, é isso que me dá um certo alento.

De tanto blog bom, começo a desconfiar que só fui convidada porque já sabiam que eu ia fazer o relato a versejar :) E olha pra mim muito incomodada com isso! he he

Não vamos insultar os verdadeiros poetas, eu apenas faço umas graçolas com as palavras... não obedeço a métrica nenhuma. É o que me dá na moleirinha e faço isto para me divertir e para divertir quem lê.

Os versos de hoje são especialmente dirigidos às pessoas que nos mostraram a terra onde vivem. De Olhão a Tavira, da Ria à Serra, convivemos pacificamente com a Fauna e a Flora da região e tenho a dizer que tudo é maravilhoso.

Ao Ricardo Badalo e ao Joaquim que nos deram a conhecer a Ria Formosa, ao Bruno Martins que é Director do Hotel Vila Galé Albacora e ao Chefe João Santos que tão bem nos recebeu no restaurante Salinas, ao Guia e Biólogo Samuel que nos levou por entre o Arraial Ferreira Neto e o Museu do Atum, aos Confrades José Manuel Alves, João Botelho e Felícia Sampaio, que nos trataram como confreiras, ao Sr. Coronel Rosa Pinto e à Clara que nos mostraram a flora tão própria do Barrocal, à D. Otília pelo fabuloso lanche, e ao restaurante O Costa em Cacelha Velha que tão bem nos alimentou :)



Na Sexta-feira foi assim:
Se eu descesse ao Algarve.
Então quem foi que as comeu?
Eu não fui, que não sou alarve!

Preciso é de café,
Mas a máquina não funcionava!
Ai que levas já um pontapé,
A Carlota leva tudo à pancada :)

Tomar o pequeno-almoço?!
Qué das Waffles bem quentinhas?
Para depois ir ter com o moço,
Ver a ria e apanhar conchinhas.


Ricardo e Joaquim
Conduziam as embarcações
A ria parecia não ter fim,
Ai as ondulações!

Tem calma Ameixinha,
Agarra-te ao assento.
Senão bates com a cabecinha
No motor e é um tormento.


Atracamos numa ilha
De polvos e cavalos marinhos falamos.
Uma pequena maravilha!
A RTP2 causou danos :)

A porto seguro chegadas
Seguimos para o Mercado de Olhão.
Cum canário tantas bancadas
De legumes, frutas, peixe, carne e pão.


A Pipoka e a Gasparzinha
Atiraram-se às favas
Fotografia mais fotografiazinha
Pela Helena eram tiradas.


Guardem lá o material,
Que temos que nos apressar.
Vamos esfomeadas para o Arraial,
No Salinas almoçar.

Mas primeiro a visita ao museu,
Para falar do atum e sua pesca.
Eis que o guia Samuel procedeu
À explicação de forma minestra.


Qual José Hermano Saraiva!
O homem sabia de tudo.
Do atum e da faina
Ficou tudo calado, tudo mudo.

Com confrades por companhia,
É um prazer estar a almoçar.
Também lá estava a directoria,
E o chef a explicar.

Primeiro as entradinhas,
O polvo com flor de laranjeira
Suou até às estopinhas,
Mas o crepe apanhou-o à maneira.


Porco preto e do atum a barriga
Enroladinhos, tão deliciosos
Cada uma de nós era formiga
A saborear pratos gulosos.


O vinho Barranco Longo Rosé
Estava bem fresquinho.
Acho que já não me consigo pôr de pé,
Que se lixe, mais um copinho!


De batata doce era a azevia,
E trazia café na gemada.
Tudo calado, tudo comia,
Nunca ninguém se queixava.

A bicha que é solitária,
Já estava bem alimentada.
A confreira muito solidária,
Viu a Pipoka com olhos de fada.

Era a mais nova do grupo
Claro que era, pois sim!
Pipokinha ficou com o ego ao rubro
O orgulho não tinha fim!

Ela está muito bem conservada,
Realmente não aparenta.
Eu também fui enganada!
Na realidade tenho 1 metro e 70 :)

Mais umas fotografias
Para a posteridade.
Percam lá as manias,
Vistam o capote do confrade.

Tá tudo de sapatilha calçada?
Pronto para deixar o Vila Galé Hotel?
Então vamos embora mulherada
Ter com o Senhor Coronel!


Descobrimos ervas aromáticas
Por entre a serra embrenhadas.
As plantas são fantásticas,
Até se protegem de ovelhas e cabras.

Se vejo um gafanhoto eu abro asas!
É bicho que não suporto.
Corro, grito e fujo sem deixar pegadas
Faço cenas mas não me importo.

O que era para ser surpresa,
Foi desvendado pelo Sr. Coronel.
Fomos ter a uma bela mesa
Com chás, bolo de cacau e bolo de mel.

A D. Otília é toda despachada.
Ela gosta é de pôr o pessoal a pensar
Deu-nos chá para provar à golada,
E tivemos que tentar adivinhar.

Depois disso lá fomos saciadas,
Levando na mão o caderno.
Apesar de estarmos cansadas,
Fomos ao Pêgo do Inferno.


Ameixa sobe,
sobe a calçada
Vai que não pode,
ai estou cansada.

Anda lá que já faltou mais,
Não fiques pra trás senão ficas sozinha.
Tenho que ir aos canaviais,
Só para dar uma mijinha?!

Vocês são loucas,
Sei que sou da aldeia.
Mas sou das poucas
Que não faz xixi na areia.

Chegadas ao hotel,
Aliviada a bexiga.
Vamos a mais um farnel
No Costa de frente à ria.

Mas ao fim da tardinha
Chega mais uma prá cowboiada
Dona Laranjinha,
Vamos lá à jantarada.

Venham de lá as conquilhas,
Junta-te a nós ó Badalo!
As ostras são para serem comidas
A cataplana vai no embalo.


Telefono eu para casa,
Entre ostras e arroz de lingueirão.
Digo que das gajas estou enjoada
Responde-me a mãe: Fosga-se, então!

Era muita gaja para um barqueiro,
Nós não nos calávamos.
Passou o jantar inteiro,
A rir e a desejar afogar-nos.

Risota para aqui, para ali,
Vamos terminar a noite num bar.
Está tudo fechado aqui,
O Badalo teve que abalar.

Cansou-se da gajada fenomenal,
Despediu-se com simpatia.
Diz que ia ver o segundo canal
Para a sua freguesia.

E nós lá fomos singelas
Dormir no nosso cantinho.
Amanhã é que são elas
Espera-nos o cafézinho :)

Aviso já que se me quiserem levar a tribunal, eu sou um caso perdido. Não se apoquentem que eu serei considerada inimputável e ficará tudo em águas de bacalhau.
Além do mais, isto não termina aqui. Esperem pelo fim e metam os processos todos juntos, ok?
Bom resto de fim de semana!
Eu volto em breve com mais uma parte do relato :)

49 comentários:

pipoka disse...

A confreira subtraiu-me 20 anos e a ti somou-te uma bicha... tenho um palpite que foi do rosé.

Vou seguir o teu conselho, meto-te o processo no fim da narrativa poética.
Fosga-se, então!

Margarida disse...

Depois de tudo ler
e de me rebolar com tanto rir
acabei a tremer
com medo do que ainda há-de vir!

Tenho o processo começado
mas aposto que vou ter que o alterar
é que a procissão ainda vai no adro
e o meu nome deve estar para rifar..

Mas venham de lá as rimas
que eu gosto é de as ler
das consequências se saberá
e se processo houver
prepara bem o canário
que com o chicote vai doer!

: D Está fastástico este post!
beijinho grande

Eu Mulher disse...

WOwwww!!! Vocês arrebentaram a boca do balão!!! Ô farra boa!!!

Bjs

Helena disse...

Bem confesso que não esperava tanto kg de rima!
Até do wc da mata falaste, D.Ameixinha.
Adorei ler e reviver, muito bom mesmo!
Bom domingo e beijinhos.

PS-Dá um beijo à tua mãe. ;)

Ana Powell disse...

És realmente fantástica, os meus sinceros parabéns pelo teu trabalho.
Fico muito contente que tenhas conhecido bem o meu e sempre amado Algarve.
Feliz fim de semana x

conceicao disse...

Foram uns dias bem passados, tu mereces.
Bjs

Cláudia M. disse...

Bem, tu estás a ficar mesmo boa nisto! Obrigada por me fazeres rir tanto logo de manhã. Excelente relato, espectacular, os meus parabéns! :))
bjs

ameixa seca disse...

Pipoka, cá para mim o Rosé foi muito honesto he he
Margarida, é uma pena estarmos em pontas diferentes do país. Adoro versejar contigo e agradeço-te, porque sem ti não seria possível tanto verso ;)
Ana, esse é o termo he he
Helena, é às paletes e vem por aí outro kg :) Até a mim me denunciei. Eu sou daquelas que fala das outras mas que não se esqueça das minhas próprias desventuras :) O beijo será entregue, muito obrigada ;)
Ana, o Algarve é inspirador :)
Conceição, se mereço não sei, só sei que adorei :)
Cláudia M., ainda me falta muito para chegar aos calcanhares da tua mãe mas, com sorte, eu chego lá :)

Marly disse...

Passeio do jeito que eu gosto: boa companhia, comida excelente, aprendizado e farra!
(ah eu lá! rsrsrs)

Beijinho e bom domingo

Tangerina disse...

Muito Obrigada por este momento de risota matinal, estou a aqui a rir-me sozinha... e olha que como se constacta eu não sou uma "morning person" :))) Foram só umas palmadinhas para dizer "bom dia" à máquina :)))
Já não me lembrava do (eventual) xi-xi na mata... :)))

Um Beijo GIGANTE e fico à espera de mais ;)

Carlota

Fla disse...

Que super seu post!
E deve ter sido de arrebentar esse encontro de vocês!
Parabéns.
Beijos

Fatima disse...

Adorei o post, está tão engraçadoe divert-me imenso a lê-lo.
Beijinhos e bom domingo

ameixa seca disse...

Marly, acho que todo o mundo gosta de passeios assim :)
Tangerina, eu acho que és person para todo o momento :)
Fla, às vezes parecia que ia rebentar de tanto rir :)
Fatima, ainda bem. Obrigada :)

Saltapocinhas disse...

ene, ena, tanta diversão!
e andaste por locais lindíssimos: adoro Cacela e essa região da ria formosa!

Salsa Verde disse...

Olá Ameixinha,
Até podes não obedecer à metrica, mas que tens atenção à rima e que versejas fantasticamente, lá isso versejas!! Acho fantásticos estes teus relatos em forma de verso!
Beijinhos grandes,
Lia.

Fabiana disse...

Olá ameixa!!!!
Que viagem fantastica fizeste!!!!!
Lugar lindo, comida deliciosa, companhia agradavel....
tudo acompanhado das suas lindas palavras.
Amei!
bjs

justme disse...

Bem, já estava a ficar com falta de ar perante tanta beleza(adoro a Ria Formosa), mas depressa fiquei cheia dos sabores algarvios que ainda estão vivos na minha memória:parte das férias da minha infância e adolescência foram passadas de arraias assentes em Vila Real de Sto António e visitas constantes às praias, então quase selvagens, das redondezas:Praia Verde, Manta Rota, os petiscos em Cacela Velha. Também poisávamos em Monte Gordo e fazíamos caminhadas até à Praia Verde(conquilha boa que se apanhava, então, trabalho infantil, mas nós gostávamos). Os jantares no "Gomes" que já nos conhecia e tinha sempre um bocadinho para a conversa. Bem, e agora que já exprimi as saudades, deixa-me dar-te os parabéns porque verejas muito bem. Costela do poeta algarvio António Aleixo?
Bjs.

Inside me disse...

Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii pah!!!

... teve de tudo... ou quase... e que bem organizado...

Gostava de ter sido mosca.... Bzzzzzzzzzz

beijos

Raspas de Laranja disse...

Tu tens mesmo uma veia poética, e fazes-nos imaginar cada cena, e para quem já te conhece ainda se torna mais fácil. Valeu bem a pena. :) bjs

Mary disse...

Moça, sou fã das tuas rimas, tens um talento especial! :)

Rachel disse...

Que lindo Ameixinha, deve ter sido um encontro muito especial, e que lugares lindos e auspiciosos visitaste. Adorei a narrativa, vou esperar a continuação!
Bjuss!!!

ameixa seca disse...

Saltapocinhas, espero um dia conhecer muito melhor essa região :)
Lia, Rachel, muito obrigada :)
Fabiana, foi uma viagem inspiradora :)
Justme, nem me fales nos sabores! Que vontade de comer aquilo tudo outra vez :) Não sei de onde são as minhas costelas, só sei que são minhas he he
Inside me, não falhou nada, houve mesmo de tudo :)
Zé, de vez em quando a veia entope e dá-me trabalho a desenferrujar mas desta vez vim tão inspirada que saiu tudo muito bem :)
Mary, ora essa! Fico agradecida :)

Noémia disse...

Estou a ver menina, que te andaste a divertir à grande!
Isso é só conhecimentos e aventuras...aguardo cenas dos próximos capítulos em verso! :)

Valentina disse...

que post delicioso. e que linda viagem. amei este tom poético, este passeio pelo teu trajeto. Neste mundo tão impessoal da internet é maravilhoso se fazer amizades tão bacanas.

Xana disse...

K bela reportagem :).. Devem ter sido dias bem giros...
beijo

ameixa seca disse...

Noémia, estava mesmo a precisar. Soube-me bem :)
Valentina, já fiz mais amigas através da blogosfera do que durante a vida inteira :) Ainda há muita gente boa por aí!
Xana, foram sim. Obrigada :)

familia antunes disse...

Que Aventura....
Como sempre.... consegues surpreender....
Apesar de já ter "cuscado" nos outros lugares fantásticos...tu e as tuas rimas conseguem fazer com que cada momento seja único....
Obrigado por partilhares...
Nós... ficaremos à espera de mais...
Que tenhas uma BOA semana cheia de coisas maravilhosas...
Beijinhos e até breve....

Mari disse...

Ameixinha,
adorei o post. Tinha um tempinho que não passava neste cantinho tão especial. um beijão da mari.

Naninha disse...

Que lugar maravilhoso, deslumbrante!
E as comidas, ai ai de arranacar suspiros.
Gostaria de ter ido a este encontro também, pena que estão tão longe!
E essa descrição em forma de poema, lindo hein amiga!
Beijos e me desculpe pelo sumiço!

Sandra G disse...

Ameixinha, hoje é daqueles dias que ando tristinha, quando abri o teu post e comecei a ler o riso voltou á minha cara, pois o teu relato está demais, muito divertido.

Obrigado por alegrares o meu dia.

Passeios pelo campo faz parte o xixi na mata, eh!eh!eh!

Bjs

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

G-ééééééézuuuuiiiiiizzzz! quanta coisa, lugares e comidas maravilhosas... até achei que eu estava em outro mundo!

bjsssssssssssss

Cristina Momentos Preciosos disse...

Que post maravilhoso,parabéns estou farta de rir,fantástico mesmo!

Beijocas

turbolenta disse...

lol lol
a menina tem jeito para rimar.
gostei da descrição dos factos( entenda-se cowboiada, comezainas, passeatas, beberetes etc...etc... e espero por cenas dos próximos episódios.EStás a ver se também me tivessem convidado como é que eu ía? já sei! até dava jeito...quando o pessoal se portasse mal, vai de resolver tudo à canadianada... eh...eh....eh..

ameixa seca disse...

Familia Antunes, cada uma de nós tem uma maneira própria de descrever as situações. Eu é assim, só para tornar as coisas divertidas :) Ainda bem que gostaste!
Mari, Cristina, obrigada :)
Naninha, o problemas é estarmos mesmo tão longe umas das outras, senão seria encontros todos os fins de semana :)
Sandra G, ainda bem que consegui alegrar um bocadinho o teu dia :) Xixi na mata, não é comigo! Tenho medo de constipar he he
Anita, era mesmo outro mundo :)
Turbolenta, o que vale é que ninguém se portou mal :) Obrigada!

cacahuete disse...

Ameixinha,

Isto é que foi prosar...Espectacular. NEm queiras saber o que já não ri.

Beijinhos

Luciana Betenson disse...

Que delícia Ameixinha!! E eu que não sabia que tinhas ido nesta viagem, me senti agora viajando com você :-) No Alentejo também estava tudo assim, florido, cheio de margaridas e papoulas... Muito lindo mesmo! Portugal é o máximo dos máximos. Aguardo mais relatos e fotos :-)

gasparzinha disse...

O que eu perdi desde sábado!
Ainda me estou a recompor: até dos alívios ao natural tu te lembraste, isso é que é memória. :)

Liiiindo!
:)

Mais, mais, queremos mais!

Cris disse...

Que maravilha este encontro e deve ter sido mesmo inspirador para seu poema. Que conchas enormes, nunca vi iguais, lindas as fotos. Bjs

Thais disse...

Ameixinha, que encontro delicioso o de vocês!!! Aliás, que lugar incrível esse!
Parabéns, o post está demais! :)
Beijos

Cucchiaio pieno disse...

Hehehe
Amei o modo como contou teu passeio, em forma de poesia!
Mamma mia, quanta delicia e o lugar é lindo! Adorei tudo.
Bjim
Léia

ameixa seca disse...

Cacahuete, Thais, Léia, obrigada :)
Luciana, enquanto estiveste em Óbidos e Lisboa, eu estive no Algarve :)
Gasparzinha, as situações mais caricatas são quase impossíveis de esquecer :)
Cris, também nunca tinha visto conchas assim, super bonitas :)

RUTE disse...

Uma coisa é inegável: vieste inspirada para a poesia!

Isto é que é! Versos a metro de qualidade superior. E realmente és uma rapariga de sorte pois a mim ninguém me convidou :) Nem tinham de convidar como é óbvio (ah ah ah).

Olha e por falar em prendinhas...já fizeste o pão da avó com a farinha que te enviei??
Beijokiqnhas e continuação de boas oportunidades. É o melhor q se leva desta vida, conviver e rir.
Beijinhos.

Rachel disse...

Esse passeio soube pela alma. É um luxo!

Bjs

Moira disse...

De tudo o que viu rimou
Esta Ameixinha "gigante"
Passeou, riu e provou
e mostra que é bem falante

Quem dera eu lá estivesse
Para completar o ramo
outros planos não tivesse
o passeio não ia p'lo cano

Vinho, ostras e lingueirão
Mil e uma coisas provaram
Juntaram-se as comadres então
e a visita aprovaram

Imagino o barqueiro
com tanta gaja até treme
não lhe saiu a sorte grande
mas não pode largar o leme

E agora vou trabalhar
Tenho muito que fazer
Não posso andar a preguiçar
tenho muito que escrever

Smas disse...

E eu cheia de inveja da viagem, dos encontros, da comida,... e sem rimar :(
Bjs

Nani disse...

Que rico encontro, só cosisinhas boas, bjs.

ameixa seca disse...

Rute, inspirada mesmo. Não seria de esperar outra coisa, o Algarve é lindo e a companhia só ajudou à inspiração :) Ainda não fiz o pão e agora sem máquina tenho pouca vontade de fazer alguma coisa nova na cozinha!
Rachel, para mim foi mesmo um luxo :)
Moira, faltavas lá tu para compor o ramalhete. Então é que eu ia vir inspirada he he
Smas, pode ser que um dia nos convides a ir até Macau, quem sabe? he he Já me estou a fazer ao bife :)
Nani, obrigada :)

Neyma disse...

Ameixa querida,

Quanta inspiração!
Que belo passeio
É o que todos acharão
e dirão sem rodeio

muitos bjs

ameixa seca disse...

Neyma, obrigada :)