domingo, 3 de agosto de 2008

Desafio literário e morangos com mel


Acalento um desejo antigo de pertencer a um clube de leitura. Gostava de reunir com um grupinho uma vez por mês para conversar acerca de livros, de autores, de frases, de interpretações, de vidas!

Vejo-me sempre numa mesa redonda com os livros no colo e uma chávena de chá a aconchegar a alma no Inverno ou uma taça de morangos no Verão.

Lembro-me de ler desde que me conheço. Vivo rodeada de livros desde muito criança. Como já tinha dito, o meu pai sempre apostou nos livros como acesso ao conhecimento, à aprendizagem e ao desenvolvimento intelectual dos filhos. Eu não me canso de lhe agradecer este pormenor.
Mas ao nível da literatura de lazer, como lhe chamo, foi o meu irmão mais velho que me abriu as portas a um mundo novo.

A minha mãe diz que, quando entrei para a escola, passado uns meses já estava em frente à televisão a tentar ler as letras que passavam. Acho que vem daí a minha incapacidade matemática :)

Quando fui operada e tive que permanecer uns dias no hospital, pedi que me levassem Banda Desenhada. Tinha 9 anos e estava sozinha num sítio arrepiante. Não sei se foi essa experiência traumatizante que me levou a não apreciar BD. Nunca mais li, passei aos livros de aventuras que lia velozmente para passar ao seguinte e por aí em diante. Quem não leu "Uma Aventura" e "O clube das chaves"? Eu li quase todos :) E a partir daí passei a outra fase. O desenvolvimento é isso mesmo, certo? Nós crescemos e os livros crescem connosco, como companheiros inseparáveis.
Li sempre muito e aprendi muito a ler.

Mas, estou a divagar... A Cláudia apresentou uma ideia fantástica e convidou-me para participar. Não sei se alguma vez lhe disse que adoro ler, mas se não disse, ela acertou em cheio. Lançou um desafio literário em que, cada uma das desafiadas tem que "falar" do livro que está a ler ou de um livro que tenham lido e que queiram recomendar. Obrigada pelo convite Cláudia ;)

Eu leio muito, tenho sempre livros ao pé de mim. Mas há sempre uns que gostamos mais que outros. Há escritores que, conhecendo o estilo, sabemos que gostamos. Eu tenho alguns que, há muitos anos, já foram eleitos como bons e favoritos: John Steinbeck, Albert Camus, Irvine Welsh, Boris Vian, Eça de Queirós, Fernando Pessoa, entre muitos outros.

Eu sou daquelas pessoas que gosta das tragédias e das surpresas até ao final. Não sou grande fã de romances choramingosos que, a meio do livro, já adivinhamos o fim. E gosto da estranheza das histórias e das personagens, dos desvios de conduta, da riqueza de carácter e da profundidade de quem participa do enredo.

Há muitos anos, quando o meu irmão se apercebeu que eu não era tão estúpida como ele imaginava e quando me viu a ler umas coisas, ofereceu-me um livro. Um livro maravilhoso e mágico. Onde podemos dar asas à imaginação e moldar os personagens como os sentimos e pensamos. Não deixa de ser um romance, é! Não deixa de ser uma bonita história de amor, é! Mas é uma tragédia de amor que exige demasiado aos protagonistas, a Colin e Chloé.

Esta é apenas a primeira parte de um post demasiado longo... Quando dei por mim tinha divagado demais. Mas não vou cortar nada do que disse. Quando a Cláudia me convidou eu sabia que esta minha paixão pelos livros levar-me-ia a um post interminável e cansativo para quem lê. Decidi fazer isto por capitulos para não vos cansar :)

E como é um blog de culinária e o livro também faz muitas referências à gastronomia deixo-vos uma foto de uma sobremesa genial, saída de um livro também.


Morangos com mel, in O cozinheiro do Rei D. João VI

Mais simples e saboroso não há!


Abraços

30 comentários:

Cristina disse...

Ola Ameixa :-)

Tambem eu gosto muito de livros. Eu comecei um bocadinho antes. Aos 4 anos nao queria ir brincar para a rua nem para o quintal com os "outros meninos". Queria escrever e ler. Pedia sempre um livro (de BD) quando me perguntavam o que queria. Sempre que apanhava um papel comecava a "escrever" e os meus pais dizem que costumava escrever entre as linhas das revistas imitando as letras. Assim depois de muito pedir, os meus pais puseram-me numa explicadora dizendo que eu aprenderia o que quisesse. Eu quis tudo. Quando entrei para a escola, lia, escrevia, fazia contas e sabia a tabuada. Menina precoce? Nao. So curiosa e avida de saber. Assim os livros tornaram-se os meus amigos, o meu vicio. Os livros dos Cinco, dos Sete, tudo o que fosse Enid Blyton eu lia, depois vieram tantos mais autores. Durante anos e anos que os meus presentes de Natal e aniversario eram livros. Muitos. Durante muitos anos tentei passar este meu gosto para a minha filha mais velha, sem sucesso. Depois vieram os livros do Harry Potter e logico que eu li logo o primeiro. Convenci a filha que o livro valia a pena e hoje ela le, le, le e le. Pois, isto e so um comentario, nao e? Desculpa. Apanharam-me num dos meus mais queridos temas e parar e dificil. Um clube de leitura ou afim? Sim, sim, por favor.
Beijinhos.
Aprendiza de Cozinheira

Cláudia M. disse...

Ameixinha, que surpresa! Recém- chegada da minha mini-viagem "à terra do Fidel", deparo com as tuas incursões pela Literatura. Sabes, eu até tinha pensado se não seria melhor criar um blog só para a "Academia", precisamente por o teu blog, o da Cláudia e o da Cenourita terem mais a ver com culinária. Eu não vejo inconveniente em que seja nos vossos, pensei é que vocês podiam não achar apropriada a "mistura". Deixo ao v/ critério, vou tb pôr a questão às outras amigas. Entretanto, fico à espera de mais do teu livro (a lista começa a aumentar, tb vou ler o D. Casmurro, pq a malandra da m/ irmã deixou tudo em aberto... de propósito, claro!). Qdo puder, já dou notícias do Alentejo. BJS

Vitor disse...

Ameixa obrigada pela visita e pelo comentário!!!Eu já tinha visitado a tua cozinha...mas como não tive resposta!Fiquei muito triste!Ainda mais por ter lido na tua cozinha que nunca ficava nem uma pessoa sem resposta!!!Disse para mim mesmo olha calhou a mim.Um beijo Vitor:-))Ai gostei muito da tua receita...

Mamã Catarina disse...

Por acaso agora já comia uns morangos fresquinhos, mas sem mel porque não sou muito apreciadora deste ingrediente! Preferia açúcar ou mesmo um chantilly bem cremoso :)

Ao contrário de ti eu não sou muito de ler livros! Talvez porque esse hábito não tenha sido incutido em mim desde pequena! E às vezes tenho pena por não ter mais gosto, mas não me cativa mesmo :(

Desculpa a ausência aqui no teu cantinho, mas agora com um novo emprego o tempo escasseia a passos bem largos! Olha, já sei que tens um novo endereço de MSN, mas posso apagar o antigo?

Beijinhos!!

Natércia disse...

Ameixinha gostei muito da tua receita um bjo Natércia...

edinha disse...

Cá em casa também vivemos rodeados de livros :)
Tanto eu como o meu marido adoramos ler para não falar do meu filho que é um autentico devorador de livros :)
Quanto aos morangos esses são sempre bons :)
Beijinho

vague disse...

Foi longo mas li de seguida.
Se estivesses mais perto convidava-te para um grupo de leitura!
Não tenho nenhum mas inventava :)

anna disse...

Adoro ler desde miuda, ler é o meu maior vício...
Consigo rever-me em muitas afirmações do teu post. Quando andava na Primária, frequentava a biblioteca itinerante que vinha de 15 em 15 dias e onde podia requisitar 3 livros. Convenci 2 amigas da turma a inscreverem-se e assim podia ler 9 livros nos 15 dias...
Gostei dos morangos!
Beijinhos.

ameixa seca disse...

Cristina, obrigada pelo teu comentário. Ainda bem que há quem partilhe este gosto de ler :)
Claudia, eu não vejo mal em postar no blog... o meu blog não é só de culinária. Tem sempre alguma história minha e da minha história também fazem parte os livros. E este que refiro tem muito de culinária. Só lendo :) Esta semana posto o resto... mas vai ser muito mais longo que este.
Vitor, tarda mas não falha. Às vezes demoro muito tempo a retribuir a visita mas faço-o com todo o prazer :)
Catarina, mal se nota o sabor do mel. E ler também adoça a vida :) Nunca é tarde para começar... Quanto ao msn eu mantenho o antigo onde vou de quando em quando :)
Natércia, obrigada :)
Vague, o meu post é vago ;) No próximo desvendo o mistério e será bem mais longo :) Estamos longe senão ainda inventávamos e que prazer seria hein? ;)
Anna, sabes o que os meus pais dizem: antes gastar dinheiro em livros do que noutro vicio :)

ameixa seca disse...

Edinha, acho que eu sou a que mais leio literatura cá em casa, mas todos gostamos de ler também ;)

Noémia disse...

Bem me parecia que tinhamos mais em comum do que gostar de queijo! Adoro ler, devoro tudo o que me cai nas mãos e sou daquelas leitoras compulsivas que, quando pegam num livro, fecham para o mundo que as rodeia, não vejo, não ouço e respondo sem processar o que me disseram nem o que eu disse, tipo sonâmbula. Férias para mim é poder ler, ler, ler...até acabar o livro nem que sejam 5 ou 6 da manhã. Ainda não falava bem e virava as páginas da História de Portugal, apontando com um dedo gorducho,enumerando « ête é o Ica, ête é o Gama...» e por aí fora. Aos 12 anos depois de ter lido toda a Enid Blyton, Odete de Saint Maurice e Júlio Dinis, o meu pai deu-me autorização para começar a ler os livros de determinada estante, mas só os das prateleiras de baixo!Eram os que eu lia de dia, todos tão soft que já nem me lembro dos títulos. Mas adivinha os que eu lia à noite no meu quarto «24h na vida de uma mulher», « As flores do mal»...Pois é aos 12 anos lia Stefan Zweig, Dostoyewski, Baudelaire. Não percebia muito bem aqueles "frissons", mas reli-os mais tarde e entendi. Por isso inventa lá essa tertúlia literária e conta comigo por favor, porque também tenho sede desse chá e desses morangos para me aquecerem o coração!

Talula disse...

Menina, eu sou apaixonada por Camus. Acho que muito da minha personalidade foi construida nos livros dele, que já devorei todos!
Adorei, como sempre, tua receia!
Beijos, querida

Odete disse...

Ameixa, obrigada pela visita e comentario. Vim aqui e adorei ver coisas que tambem me encantam leitura e culinaria.
Parabens pelo espaco.
Um beijo

Fabrícia disse...

Também sou apaixonada por livros...leio 2, 3 ao mesmo tempo, esqueço da vida, do mundo, dos problemas....uma terapia.
Estou quase terminando o post sobre um livro ... em breve postarei.
Bjs.

cupido disse...

Bem interessantes, o post e os comentários; é curiosa esta "apetência" pela leitura. Quando era puto lia tudo; quando tinha seis anos e comecei a frequentar a biblioteca itinerante, um senhor amigo uma vez teve que convencer o tipo da biblioteca que eu lia mesmo, e muito, para ele me deixar trazer mais livros. Resultado, ganhei um amigo até acabar o nono ano e muitos livros. Depois, fui fazer o 10º fora e deixei de ir à biblioteca itinerante. Gostei particularmente do periodo de leituras quando entrei para a Faculdade; tanta gente nova, tantas influencias (alguns professores também ajudaram e muito). Realmente a leitura pode ser uma paixão para a vida toda.

Espaço do João disse...

Eu não vou dizer que não gosto da leitura mas, dedico-me mais à leitura técnica. São hábitos da tecnologia. No entamto tenho uma razoável bibliotecazita, pois minha mulher devora livros. Tento acompanhar dentro da minha especialidade as novas tecnologias e, para tal sempre que vejo um livro que reze sobre aquilo que desempenhei e ainda hoje desempenho, é certo e sabido que tenho de o adquirir.

Saltapocinhas disse...

quando fizeres o tal clube, não te esqueças de mim!

tb adoro ler, embor aultimamente leia muito menos do que devia!

claudia disse...

Olá!

Engraçado, porque a minha "história" é parecida com a tua, também estive hospitalizada quando tinha 11 anos e fiz uma ENORME operação. Só pedia para me levarem livros e desde aí que ADORO ler! Tenho sempre 1 livro na mesa de cabeceira e não passo sem eles! Neste momento estou a ler um livro de Dalai Lama! Estou a gostar imenso! Podíamos trocar, para além de receitas, opiniões sobre obras literárias e conversar sobre elas!

Florescer disse...

Estavam muito bons teus morangos... e teus livros também... ler não ocupa espaço... por isso leiam muito para saber ainda mais...
Bijinhos e boa semaninha.

ameixa seca disse...

Noémia, também acho que temos mais em comum que o queijo :) Eu não leio tudo tudo. Há leituras que não me inspiram. E temos Baudelaire em comum :) Tenho-o referido neste blog com um poema maravilhos. E nele diz para nos embriagarmos com vinho, poesia ou com a virtudo. Os livros embriagam-me ;)
Talula, eu adoro Camus... Ele tem uma escrita fabulosa :)
Odete, obrigada :) Literatura e culinária combinam e muito ;)
Fabrícia, ler transporta-nos para um outro mundo... exercita a mente e desenvolve a capacidade imaginativa :) É só prós...
Cupido, infelizmente qunado entrei para a Faculdade não me foi sugerido grande coisa. Apenas livros técnicos da minha àrea. A minha época de descoberta foi o secundário... maravilhosas descobertas :)
João, ler é essencial. O género não é relevante :)
Saltapocinhas, com certeza que não me esquecerei :) Depois vou cobrar a cota anual ok? eh eh
Claudia, felizmente a minha operação não foi enorme senão o trauma seria bem maior :) Eu acho que os livros são um bom tema de conversa, entre uma fatia de bolo e uma chávena de chá ;)
Florescer, é isso mesmo :)
Boa semana a todos e abraços

Mamão com açucar disse...

Ameixa também adooooro leitura, e por isso os seus posts para mim não tem nada de cansativos, muito pelo contrário, acho que deveria era apostar como escritora de livros viu!!!!!!
Tá perdendo tempo heinnn!!!
Querida tem selinhos para você lá no mamão com açucar tá!!!!!
Tenha uma linda semana
Fernanda
http://mamaocomacucar.sampasite.com

monica disse...

Os livros são um vício, não é?
Tal como tu , tenho um pai que sempre gostou de livros e que tem uma biblioteca onde encontras de tudo para todos os gostos. Isso influênciou-me muito e ainda hoje, os livros são uma parte muito especial da minha vida, não passo sem eles, não posso é comprar todos os que quero!
Beijinhos

Nela disse...

Olá Ameixinha,tens razão ler faz bem ao espíríto, á alma, e eu também sou assim,adoro ler sempre desde que me conheço o faço, transmiti isso para a minha filha, que também adora.Temos muitos livros de tudo um pouco, os gostos são diferentes, meu marido também o faz, sabes a mim foi o meu irmão mais velho, que me pôs o "vicío"ele devorava livros, eu bem novinha já lia livros acima da minha idade, porque ia ler os dele.E o blog tens razão embora seja de cozinha, nós postamos o que queremos, e acho que esta área a que te referes, é muito boa.Fazes bem dizeres o que te vai no pensamento, quem sabe se mais alguma pessoa não tem o mesmo pensar que tu.Beijito fica bem.

Carla disse...

Que magnífico tema! Desde pequena que vivo rodeada de livros. Herdei o gosto pela leitura da minha mãe mas nestes 4 anos de faculdade foi o tempo mais fraquinho. Quando ia pegar num livro a minha consciência dizia logo "Carla, tens aqueles apontamentos para ler, vai pôr a matéria em dia e aquele artigo para a aula?!" Perdia logo o apetite. Felizmente passou e já estou agarrada a este vício delicioso outra vez!

bjs

Mundo de Alice disse...

Eu também queria participar de um clube de leituras, adoro ler
e esta foto dos morangos está demais
beijos

ameixa seca disse...

Fernanda, que exagero hein? Escritora só de blog mesmo :) Já vi os selinhos e vou colocar aqui do lado mais loguinho. Obrigada ;)
Monica, infelizmente também não posso comprar todos os que quero. Ás vezes tenho que fazer render a leitura para não acabar um livro depressa demais :)
Nela, acho que ler é fundamental e é um exercício que faz maravilhas ao raciocínio mental :) Ler também alimenta, por isso encontrei muita gente com o saudável gosto de ler :)
Carla, eu como tinha uma viagem de comboio de algumas horas pela frente, nunca deixei de ler. Os apontamentos não ajudam mas tive sempre tempo para tudo :)
Alice, podemos sempre ir dando umas dicas de livros no blog ;)
Abraços

Debbie Harry disse...

Que engraçado, eu também tenho esse sonho. Virtualmente é também uma opção, claro! Fica bem :)

ameixa seca disse...

Joana obrigada pela visita. Os sonhos concretizam-se sonhando e temos que começar por algum lado. Junta-te e nós e contribui para a literacia na blogosfera ;)

Alcina disse...

Olá
Vim cuscar este bloguinho, á procura de inspiração para o jantar e deparei-me com este post, que adorei lêr, não achei nada extenso e ainda bem que não apagou nada do que escreveu, também eu sou uma leitora compulsiva, leio tudo que me aparece, me emprestam ou compro.
A história mais engraçada que me lembro de quando era nova, quando a minha mãe não me deixava lêr para eu estudar, escondia os livros no meio dos da escola e se ela aparecia atirava-os para debaixo da cama. também passei a minha juventude a caminho da biblioteca.
Gostei de lêr este texto, porque para além do resto me fez lembrar estas coisas.
Bjinhos :-)

ameixa seca disse...

Alcina, obrigada por cuscar :)
Eu nunca tive que esconder nenhum livro... sabia dos meus deveres (ás vezes eh eh) e sempre tive o gosto de ler.
Bom Domingo