sábado, 25 de outubro de 2008

Bolo de caramelo e outra estória

O desafio do mês de Outubro no fórum Receitas da Amizade, cuja "proprietária" é a nossa querida Belinha, consistiu na troca de receitas entre participantes. A minha companheira foi a Sílvia, que fez os bifes de perú em molho aveludado que eu já tenho postado aqui.

Eu preferi fazer um bolinho porque estou numa fase de pasteleira :)

E olhem que foi uma boa escolha, um bolinho de caramelo com cobertura de amêndoa.

Ao princípio não era para fazer porque a amêndoa é um bocadito cara, mas fui à feira buscar café e um raspador de legumes e encontrei na mesma banca, 125gr de amêndoa palitada a 1€ e trouxe.
Agora vou fazer um intervalo e contar uma das minhas estórias he he

Depois de ir buscar o café, o raspador e a amêndoa, uma das minhas amigas decidiu voltar para casa de autocarro. Fiquei logo de pé atrás... odeio andar de autocarro e em meio hora faziamos o caminho a pé para casa. Estávamos à espera do transporte e começam a aparecer os miúdos vindos da escola, dezenas deles. Começei logo a pensar que as pessoas mais velhas que ali estavam não iam ter lugar sentado. Vai daí e lancei um comentário para o ar, em tom audível: Se os meninos fossem gentis, iam deixar as pessoas mais velhas entrarem primeiro. Era bom não era? O autocarro chegou e eles entraram como se não houvesse amanhã. Duas meninas ficaram para o fim, depois de me terem ouvido dizer a mesma coisa (eu sou persintente, insistente, chata, teimosa e tudo porque estas atitudes aborrecem-me) e eu estava ali a fumegar!

Quando entramos todos já não havia lugar para ninguém! Lá fomos de pé e eu não me calava, continuava com a minha, a dizer que se fossem simpáticos deixavam as senhoras mais velhas sentarem-se porque até iam sair pertinho e tal... Aquilo parecia um monólogo, olhavam para mim como um burro olha para um palácio (tenho-me em boa consideração ok? he he) e quando estava prestes a sair, perdi o amor ao raspador e disse: Se fossem meus filhos, levavam todos com o raspador na cabeça!!! E mais nada que eu cá não engulo estas coisas nem fico a remoer os assuntos. O meu coração está perto da boca ;)

O pior de tudo é que:

1º: de nada serviu, mas saí com o pensamento de que um dia, quando forem mais velhos e quiserem um lugar sentado, hão-de lembrar-se da miúda franzina que lhes tentou abrir os olhos para o futuro. Agora meus meninos... aguentem-se à bronca e amarrem-se bem para não caírem nas curvas he he E não levam fatia de bolinho porque não merecem!

2º: Levamos exactamente meia hora de autocarro para chegar a casa. Compensa muito mais ir a pé e ainda reforça os glúteos e as pernas :)
Para quem for bonzinho e quiser experimentar aqui vai a receita:


150gr. manteiga (usei óleo)

2 chávenas de farinha

2 chávenas de açúcar

1 chávena de leite

2 colheres de chá de fermento

5 ovos

Vai uma chávena de açúcar a queimar (não muito), no fim junta-se a chávena de leite e deixa-se arrefecer.
Bate-se a manteiga com a outra chávena de açúcar, juntam-se as gemas e o caramelo frio e as claras em castelo, e por fim a farinha peneirada.

Unta-se uma forma com manteiga e polvilha-se com farinha e vai ao forno cerca de 35 minutos.

Cobertura:

150 gr. açúcar (usei 100)

150 gr. amêndoa (usei 125)

150 gr. manteiga (usei 100)

3 colheres de leite

Mistura-se tudo num tacho e vai ao lume cerca de 7 minutos, até ficar com tom de caramelo (o meu não ficou bem com tom de caramelo, para a próxima queimo um bocadito o açúcar e só depois junto a manteiga, a amêndoa e o leite). Se estiver muito espesso, junta-se um pouco de leite para se poder espalhar melhor no bolo.


Adorei o sabor deste bolo, dá um bocadito de trabalho a preparar mas vale bem o tempo e o esforço :) Ele fica fofinho e molhadinho (embora não pareça) por causa da cobertura que leva!
Esta fatia vai para todas as mães que educam os filhotes a darem o lugar às pessoas mais velhotas nos transportes públicos :)

Bom fim de semana!
Nota: Já devem ter notado que o prato é quase sempre o mesmo. Como só tenho dois pratos onde cabem os bolos, se não é um é outro he he

73 comentários:

Karla disse...

Olá Ameixinha =)
Acho muit bem que refiles...eu faço o mesmo, o que já me valeu algumas discussões nos autocarros (quando andava) mas não me calava na mesma! E em relação às criancinhas não lhes faz mal nenhum ouvir de estranhos o que deviam ouvir dos pais. Os miúdos estão cada vez mais mal educados e os paizinhos que me desculpem (salvo raras excepções) a culpa é dos pais...
Beijinho

P.S: O bolinho está fabuloso e já está no meu caderninho (sim, porquem Penso Azul e não imprimo receitas) =)

Natércia disse...

Ameixinha o bolo esta uma maravilha!!!Melhor ainda está a história que tu falaste e muito bem e posso mesmo dizer o que já foi dito por a outra amiga antes de mim muitos pais só têm aquilo que merecem!!!Aqui para nós eu me pareço muito contigo eu fico fula quando os paizinhos procuram para os filhos gostas desta roupa ás vezes um fedelho com dois anos se gostas eu compro!Hoje fui obrigada a dizer para um pai que o dinheiro é muito pois no meu tempo queria e não tinha para vestir estás a ver o filme na minha bancada da feira!!!Um beijinho Natércia...

Martuxa disse...

A falta de educação é generalizada. Agora desde que estou grávida tenho notado, em transportes ou nas caixas prioritárias dos supermecados, que ninguém se levanta ou deixa passar grávidas ou pessoas de idade com menos mobilidade. Se ainda vais dizer que estão numa caixa prioritária onde, supostamente, deverias ser atendida primeiro, olham como se fossemos algum bicho de outro mundo.
Mas ficar calada é que não, chego lá e faço questão de meter o meu "barrigão" à frente e falar. Se não gostarem, azar, não viessem para uma caixa dessas! :D
Acho que muito disto parte da educação que temos em casa. Para mim sempre foi normal dar a vez a pessoas mais velhas nos transportes, porque foi assim que me educaram, e era o exemplo que tinha dos meus pais.

Beijocas e bom fim de semana.

Andrea Dohashi disse...

Ameixinha que lindos e deliciosos os seus bolinhos, estou vidrada na tela olhando para eles, rs!
E quanto aos guris, acho que infelismente essa onde de falta de educação está por toda parte, vejo cada coisa por aqui que chego a pensar se não está faltando limites para as nossas crianças! Por mais corrido e atribulado que seja o nosso dia, não podemos esquecer que cabe á nós pais orientar e educar, e assim formarmos pessoas melhores!
Beijos.

Mari Azevedo disse...

Ameixinha querida, acho que sua revolta é certíssima. Eu aqui procuro ensinar bons modos à minha filha, mas não é fácil. A falta de educação está por toda parte, assim como o egoísmo e a prepotência. Cada pessoa só olha para seu próprio umbigo e não está preocupada se há uma pessoa mais velha, doente, uma senhora grávida, enfim... lamentável!!
Quanto ao bolo, nem preciso dizer o quanto ficou lindo e aparentemente delicioso (me deu vontade de fazer um bolinho)... e olha que nem é de banana! hahahaa
Beijos minha querida!!

Axly disse...

Ameixinha...
Eu concordo com você, ninguém tem mais educação nesse mundo!
Você entrar em um ônibus, às vezes cheio de sacolas, e ninguém se digna a te ajudar ao menos.
Todos com seus lindos traseiros grudados nos bancos... eu fico doida da vida!
Mas não brigo como você, hahahahaha...
Esse bolo deve mesmo ficar muito bom, eu imagino o sabor do caramelo no meio disso tudo^^
Kisss flor!

Cristina Momentos Preciosos disse...

Amiga querida,acho que pelo facto de também ser do "norte carago" ñ me calo neste tipo de situções,mas ás vezes acho que estou a lutar contra montes de areia...enfim é a sociedade do mundo!
Agora no que diz respeito há receita tem uma carinha toda apetitosa,por mim comia já uma fatia,rsrsrs.
P.S-nunca havia reparado no prato,só no q está por cima,eheh
Beijinhos

ameixa seca disse...

Karla, discussões nunca tive... contra factos não há argumentos :)
Acho que os pais são os grandes culpados e depois queixam-se que os filhos lhes batem!
Natércia, isso das roupinhas e dos sapatinhos é uma anedota. Eu no meu tempo nem tinha voto na matéria. Ou me vestia como os pais queriam, ou andava nua... e sobrevivi :)
Martuxa, já te estou a imaginar: "Deixem passar a Beatriz por favor!!!" He he A tua filhota já leva a educação da barriga ;)
Andrea, de facto está por todo o lado... é um egocentrismo generalizado! Eu como psicóloga sempre disse que um "não!" também é educação :) Os pais estão a precisar de ser educados!
Mari, muitas vezes as crianças deixam-se levar pelos comportamentos dos grupos de pares, mas cabe aos pais dizer aos filhos que o que importa é que sejam pessoas responsáveis que não se deixem influenciar pelo que os amigos dizem ou fazem! :) Não é de banana mas caramelo também é um bom nome, né? ;)
Axly, eu brigo mesmo e brigo muito! Eu não calo o que está mal, não aceito o que é errado... a lei é para cumprir! Calados ninguém se faz ouvir!!! Eu não sou de fazer barraco mas, com uma certa educação e calma eu vou fazendo-me ouvir :)
Cristina, acho que é mesmo por sermos do Norte he he Tipo "Dá-me o telemóvel já!!!!" :)

Mamã Catarina disse...

O bolinho tem ar de ser delicioso, e aquela cobertura dá um remate espectacular! Ah, e eu cá gosto muito deste pratinho vermelho, é chique :)

Quanto aos velhotes eu compreendo a tua posição e frustração! Mas olha, não me leves a mal por isto que eu vou escrever, mas quando eu estive grávida (nas duas vezes) eles eram os primeiros a virar a cara fingindo que não me viam só para não me oferecer o lugar, ao qual eu tinha direito por ser reservado a grávidas e afins! E não penses "ah e tal coitadinhos, secalhar mal se aguentavam em pé", pois assim que o autocarro parava era vê-los correr para apanhar o próximo, cheios de genica! É claro que não pagam uns pelos outros, mas comigo houve muita injustiça e desrespeito por parte desses mesmos velhotes :)

Beijinhos e bom fim de semana!!

Mundo de Alice disse...

Ameixa ri muito e fiquei a imaginar tu falando e repetindo para as crianças, hehe
mas é muita falta de educação mesmo!!!
o bolo está maravilhoso e sobre o prato, eu nem tinha reparado!!
mas este prato é lindo
beijos

ameixa seca disse...

Catarina, a melhor explicação que eu tenho é que esses velhores são os avós dos miúdos que eu encontrei no autocarro he he.
Sabes que os miúdos são assim porque os pais e os avós assim são. A culpa é, em grande parte, dos adultos :)
Alice, teve a sua piada ;) Obrigada!

Vânia Costa disse...

eu normalmente dou passagem e levanto-me!
enfim... os pirralhos de hoje são uma tristeza...

nunca havia reparado no prato... eheh mas é giro! =)

e o bolo tem óptimo aspecto!

Beijinhos*

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá Ameixa!

Quando era pequena e vinha da escola, costumava sempre dar o meu lugar no autocarro, mas a mochila era tão pesada que me fazia arrepender na hora!Ehehe!
...será que, mesmo assim, tenho direito a uma fatia?!
....pleaseeeeeee!:)


P.S.-Desculpa estar a "incomodar-te" por aqui, mas estou com um probleminha no intercâmbio culinário... já enviei um email e ainda não tive a minha resposta urgente! (é que fiz o meu desafio, mas parece que a data já passou...)

Letrícia disse...

O bolo parece delicioso! E, pelo contraste, ele nos faz lembrar como doçura, gentileza e bons modos estão raros por todo lugar...

Beijos!

anna disse...

És tu com o prato dos bolos e eu com os pratos dos peixes azuis, lol!
Gosto desta tua veia de pasteleira!
Beijocas.

Nani disse...

Oi Ameixinha, Gosto da tua maneira de ser eu acho que a educação já vem de casa, quanto á refilisse eu também sou um pouco assim, digo logo o que acho correcto, hoje em dia já não há principios, fazer o quê??????? E depois na escola é o que se vê e ouve, bem bom fim de semana, bjs

Téia disse...

Ameixa querida, kkkkk, tô aqui rindo sozinha com a tua história. Olha antigamente eu era assim, reclamava e tal e coisa, agora fiquei mole e boazinha, acho que acabei me acostumando com a falta de educação coletiva. Esta aturo, o que não aturo é grosseria pessoal, para ofender e magoar, aí não, eu me defendo na hora. É ótimo ter um blog para colocarmos para fora os problemas, né? Ó, este bolo vou ter que experimentar porque sou louca por tudo que tem caramelo e amêndoas nem se fala. Ai, manda um pedacinho aqui para o Brasil, vai? Bj grande amiga.

ameixa seca disse...

Vânia, há pessoas conscienciosas, poucas mas boas ;)
Leonor, pois era, mas fizeste bem... é que a idade tambem pesa e, se calhar, muito mais que uma mochila :) Acho que o "problema" já está resolvido :)
Letrícia, óptima frase... de facto, doçura, gentileza e bons modos estão em vias de extinção :)
Anna, mas o teu prato é muito mais bonito ;)
Nani, a boa educação deveria vir do seio familiar... e ela vem de casa, mas as famílias já não seguem os mesmos valores de há uns anos atrás :)
Téia, eu acho que não me vou acostumar nunca... não sei! Agora se ofendesses ou magoassem alguém... o raspador ia andar mesmo a bater em algumas cabeças he he

adriana disse...

Pois, é triste mas acho que isso da " boa educação" passou de moda.
Eu estou tão desactualizada que quando digo " bom día" espero a resposta!!!!...mas parece que isso nesta aldeia onde eu vivo já é pedir muita coisa! e olha que não são precisamente os miúdos os que abundam.
Em fim poderia dizer muito mais, a revolta que eu sinto é grande..mas ficava um post não um comentário.
Tenho dito.

Nysa disse...

hum.. talvez pelo natal tenhas outro pratinho ;-) pede ao pai nata!! isso dos lugares para idosos... pois, nao é assim só aí. o que vale é que se encontra sempre outras pessoas a darem o seu lugar às pessoas necesitadas. e o bolo... uma delicia ;-)

Nela disse...

Ameixa, o bolo está lindo, deve ter ficado super fofinho, tem um ar guloso. Pões é amiga, sempre ouvi dizer Que a Educação se dá em Casa e a Instrução sim na Escola,mas agora já não me admiro porque os pais dizem não terem tempo suficiente para os filhos, e reclamam que é por culpa do trabalho, chegam muito cansados, mas esquecem-se que as pessoas, de uma maneira geral sempre trabalharam, para dar de comer aos filhos, e esses filhos, tinham educação não deixando de ser crianças, mas não faltavam ao respeito aos mais velhos, nem tão pouco aos professores. Mas os pais desses meninos em vez de perderem 2 horas no café, na conversa ou a falar da vida dos outros, podiam canalizar esse tempo, para estar com os filhos, e talvez assim os filhos um dia não se tornasem uns vândalos, e talvez eles pais não se sentisem culpados por não terem sido bons pais, nesse caso.Acho, e não sou tão velha assim, que tudo tem um principio.Beijito e bom fim de semana.

menoscaloriasmaisvida disse...

Ameixa,
o bolo ficou lindo...e adorei a história. Como eu te compreendo, menina!!! Esses fedelhos mimados, egoístas e sem regras dão-me cá umas voltas ao estômago, mas a culpa não é deles...é de quem os educa! Bem, isto daria uma tese...Fico por aqui.
Parabéns pelo bolo e pela disponibilidade para tentar mudar o mundo. :)
Beijinho Grande.
Susana

edinha disse...

O que eu acho é que hoje em dia os pais não querem educar os filhos e acham muita gracinha ás suas malcriações.
Quanto ao bolinho ficou fantástico,bem apetitoso
Beijinho

ameixa seca disse...

Adriana, fazes como eu... a quem não te responde, deixas de dizer "Bom dia"... eu pago na mesma moeda!
Nysa, neste caso eram só miúdos, nenhum se levantou para dar o lugar. O prato vai servir até partir he he
Nela, os meus pais sempre trabalharam muito e eu consegui aprender algumas coisinhas. É muita preguiça e outras prioridades. Não estão para se chatear!
Susana, olha que já deve ter dado algumas teses nas faculdades :) Neste momento o que não me falta é disponibilidade para mudar algumas atitudes... mudar o mundo já depende de todos nós ;)
Edinha, é verdade... riem-se que nem parvos das coisas estupidas que os miúdos fazem... deve ser para não chorarem ;)

Emília disse...

O bolo ficou lindo, um bolão! As amêndoas deram um toque ao bolo!
Quanto às crianças, eu acho que elas imitam a postura de quem às cria. E hoje em dia os valores são outros, quando eu era criança tratava os mais velhos como superiores, hoje em dia as crianças tratam os mais velhos como iguais. Esse mundo tá de ponta cabeça...
Beijinhos e boa semana!

adriana disse...

Sim Ameixa, mas é chato!!!...não é mais facil sonrir e dizer bom dia que andar de olhos no chão com cara de vinagre!!!!???? eu acho, sei lá.!!!No meu antigo bairro em Uruguai eramos quase uma familia, sem isto significar meterse na vida dos outros claro!.Sinto saudades disso. :(((

Canela disse...

Ameixa
Infelizmente nos dias de hoje é o que há mais..Conheço pessoas idosas que evitam sair para não serem "mal tratadas".Acho que mereço uma fatia,pois sempre dei o meu lugar aos mais velhos.Lembro-me sempre duma estória gravida de 7 mese do Tiago,tinha então 24 anos,entro com muitos idosos no autocarro,por isso não me sentei nos lugares destinadas a gravidas,idosos,etc.Só que a viagem era longa e o autocarro encheu e não é que um energumeno vem ter comigo e disse que o lugar das gravidas não era ali!Respondi-lhe que antes de "ser gravida"já era gente e como tal tinha direito a sentar-me onde quisesse,mas acho que ele não percebeu...enfim,se as nossas estorias se passassem ao mesmo tempo podia ser o pai de um desses míudos...
Mas vamos ao teu bolo que ficou com um aspecto delicioso,com essa cor de Outono.Olha quanto ao prato nunca tinha reparado,os olhos vão sempre para os bolinhos...
Bom domiongo

AndreaDomingas disse...

Que bolo interessante! Vou fazê-lo com certeza! Quanto a estória... bem, concordo com a Edinha. Educar dá trabalho e hoje muitos pais não querem perder tempo com isso e daí a nova geração caminha para a selvageria.
Bjs

claudia disse...

Acho muito bem que se reclame, se nos calarmos todos isto é uma república das bananas! O bolo parece delicioso !

Nana disse...

Amiga,
esse pessoal é tudo sem educação.
Eu vejo um velhinho já dou o meu lugar...
Só não gosto de velha mal educada e aqui tem bastante hehe
Bjs

Carmencita disse...

Que delícia de bolo, muito interessante o açúcar derretido na massa. Está parecendo de confeitaria, parabéns.
Aprecio muito a maneira como escreve, se expressa graciosamente.
Concordo plenamente, educação vem de berço. Sempre incuti ao meu filho que gentileza e educação, não tem nacionalidade nem idade, e não é coisa “jurássica”, é essencial faz parte do carácter.
Fico impressionada com a grosseiria de certos jovens, que se esbarram em vc, nem desculpas pedem, que dirá ceder a vez num coletivo, simplesmente te ignoram e se estão em grupo ainda fazem gozação.
Dar lugar, abrir uma porta, ajudar a descer do carro, nem digo pessoas mais velhas, mas por ser uma senhora. Por uma questão de gentileza, eu mesmo faço isso, mais por uma questão de iniciativa e sociabilidade. Bjss

ameixa seca disse...

Emília, exactamente! Todos nós aprendemos por modelação. Os nossos modelos são os pais e os familiares... se eles forem mal-educados, as crianças também vão ser :)
Adriana, não é agradável, mas eu também não ando de olhos no chão. Quem quiser que diga "Bom dia!" e eu responderei :)
Canela, há gente estúpida e burra. As grávidas podem sentar-se onde querem, os lugares a elas reservados são apenas uma salvaguarda. Agora que dizes... ficou mesmo com um tom outonal :)
Andreadomingas, obrigada pela visita :) Também concordo com a Edinha. Os pais acham que protegem os filhos e estão é a criar selvagens!
Claudia, costuma dizer-se que "quem cala, consente!" Eu cá não consinto más educações :)
Nana, se os velhotes forem mal-educados eu também não sou boazinha com eles. A boa educação não escolhe idades :)
Carmencita, obrigada pelo elogio :) A gentileza está a ficar jurássica mesmo... os miúdos acham que é coisa do passado!

Vivian disse...

Da sua experiencia tiro 2 liçoes: a primeira é que devemos educar nossas crianças para serem comportadas quando estiverem longe de nós. A segunda liçao é: devemos andar a pé, isso ajuda nosso coraçao nossas pernas e ainda evitamos a poluicao !!!!
E sobre o seu bolo, fiquei feliz por vc ter ido a feira, so assim saiu essa maravilha. Por aqui as amendoas tbem andam muito caras !!!
bom domingo

bj

psychic disse...

Ameixinha... nem acredito que não tenho o teu blog na minha listagem!

Esse bolo é excelente e um verdadeito pecado :P

Quanto aos miúdos... é uma fase egocêntrica e mais nada... mas fizeste bem em falar, pois se ninguém disser nada eles pensam que não há mal nenhum em serem assim!

Jinhos

Rosangela Neri disse...

Maravilhoso! Beijinho

Joanissima disse...

Este é daqueles que engorda só de ler a receita... eheheheh

Muitos beijos, querida!!

ameixa seca disse...

Vivian, duas lições muito interessantes, não é? Eu não gosto muito de ir à feira... mas fizeram mudanças e já me sinto melhor lá :)
Olá psychic, bem vinda! Também não conhecia o teu sítio do sol. Tenho a noção que não conheço muitos blogs excelentes... O problema é que os miúdos vão tornar-se adultos egocêntricos e isso não pode ser bom :)
Olá Rosangela, bem vinda :) Obrigada pelo comentário!
Joanissima, é por isso que uso sempre metade de farinha integral... para ver se diminuo a culpa de comer algo tão calórico. E eu nem engordo com estas coisas! Uma vez por outra não faz mal nenhum :)

Carol disse...

Ah Ameixa, na verdade a Nana foi só pra me conhecer mas botei a danada pra trabalhar!!! rsrs. Ela é incrível, amei!!!! Sinta-se convidada a conhecer minha escola. Grande beijo!!

PimientayChocolate disse...

um bolo delicioso, muy esponjoso y con uanc obertura deliciosa, en mi modesta opinion me parece qeu la culpa no es de los niños sino de los padres, que muchas tambien se hacen los que no ven en los autocarros a las personas mayores, entonces...., besos
daniela

Margarida disse...

Querida, pouco tenho a dizer senão o que digo imensas vezes sobre isto: "o mundo estava perdido se fosse governado por estes miúdos".
O bolo está excelente. Quanto ao prato, eu gostei mesmo foi do guardanapo e da bela fatia!
Boa semana e beijinhos

Noémia disse...

Finalmente em casa já posso deixar comentários( lá a maior parte não entrava).
É assim ,o bolinho está fantástico e como me portei bem tenho direito a fazê-lo, uma vez que esse já deve ter ido todo.
Quanto aos meninos mal educados, só põe em prática os valores que lhes dão. Como a maior parte da educação deles vem da imitação e os pais estão ausentes ou demitem-se desse papel, são os morangos e afins que eles tentam imitar.
Ora põe lá num episódiozito um dos "bonzões" a dar o lugar a uma velhota, e a "garina" a ficar toda derretida e vais ver se não tens a malta toda a fazer o mesmo!
É mais rápido e eficaz do que 20 discursos.
Boa semana!:)

ameixa seca disse...

Carol, eu vou ganhar o euromilhões e depois apareço para conhecer as duas ;)
Daniela, o bolo é mesmo isso e a culpa dos miúdos serem assim é dos exemplos adultos que têm em casa!
Margarida, o mundo já não anda lá muito bem... imagina com estes miúdos ou os pais deles?
Noémia, tens direito sim senhora...porque este já foi mesmo todo he he Não me lembrei dessa coisa dos morangos, como nunca vi...Mas noto que os miúdos parece que saem todos de uma fábrica de produção em série: a roupa é igual, o penteado é igual, as ideias são as mesmas e a personalidade fica pelo caminho. Vai daí a educação é a mesma. Tenho que escrever para a TVI ;)

Odete disse...

Cheguei no fim da linha e quase passei da parada...hehehe me imaginei nesse onibus...ja vi muitas situacoes dessas, nao quando crianca pois so andavamos a pe. Acho que o que mais incomoda alem da evidente falta de modos eh a dissimulacao - fingir que nao esta acontecendo nada...imagine ja que adultos vao ser...muito triste.

Quanto ao bolo, outro sucesso. Compensou o perrengue no onibus.

Beijos e uma linda semana p/ ti

Kláudinha disse...

ai Ameixinha como eu te compreendo, quando trabalhava noutro sitio tinha de ir de autocarro e apanhar o autocarro de volta para casa à mm hora que os "meninos" saiam das aulas... que pesadelo..... só espero que o meu filhote.... bem sózinho não se vai comportar assim mas em grupo..... ai que horror .... devia já levar uma palmada por antecipação se não fosse tão fofo :) e se eu conseguisse .... bjinhos

UMA CASA NO NORTE disse...

Ficou com um aspecto muito fofo!
Beijinhos

Laurinha disse...

Infelizmente estas atitudes dos pequenos também acontece por aqui, principalmente daqueles 'menos favorecidos socialmente', que se acham no direito de atravessar a rua, 1 passo por vez, enquanto uma fila de carros fica buzinando atrás, pois todos tem de passar... quando não resolvem 'discutir' uns com os outros e simplesmente tomam conta da rua, como se ali fosse lugar ideal para isto.... estou danada, porque acabou de me acontecer isto... !

Enfim...

Ao bolo! Muuuuuuuuito bom!

Beijinhos

Filipa disse...

Ameixinha, infelizmente hoje em dia os miudos não se importam com ninguém. Bem mas acho que não é só hoje em dia, acho que foi sempre assim. Lembro-me que quando eu andava na escola ninguém dava o lugar aos mais velhos. Eu como boa samaritana levantava-me sempre para dar o meu lugar.
Mas não é só no autocarro que não dão o lugar, nas salas de espera também não dão. Parte tudo da educação que se recebe em casa!

Falando do bolo, está lindo e com óptimo aspecto. A combinação da amêndoa com o caramelo parece-me muito bem :)

beijsinhos

Cláudia M. disse...

Ameixinha, nem me fales em "meninos" malcriados... deve ser por isso que estou tão contente com "os meus adultos", apesar de alguns terem 18/19. Mas é impressionante a falta de educação que anda por aí, é terrível. Eu vejo lá no recreio da escola da m/ filha, alguns parecem autênticos alucinados! Mas tb se vê tanta falta de educação e egoísmo entre os adultos, que até se percebe o porquê de tantos miúdos agirem assim.
E o bolo está... uma tentação!
Bjs

pipoka disse...

Esta receita fez-me lembrar o bolo de caramelo típico da ilha do faial. Deve ser igualmente uma delícia.

bjs

PS - quanto ao meu comentário no post anterior, foi mais um desabafo, longe de mim insinuar que tu tinhas aquele tipo de comportamento... Lá na minha rua, o pessoal faz tanta asneira com os eco-pontos que é um "azar" viver ao pé deles (felizmente moro num 7.º andar).

pipoka disse...

PS 2- por favor, não me trates por vc! Pode ser?

mais bjs

Carla disse...

Ameixinha esse bolo... essa cobertura!!!!Ficou lindo, ai tentação =P

Eu compreendo a tua reacção! Também me custa ver as pessoas a terem esse comportamento. O problema é que não são só jovens, também há pessoas mais velhas a serem assim. Fui educada a dar o lugar a quem precisa e a respeitá-los. Infelizmente, a sociedade anda a perder esses valores...

bjs, boa semana!!

ameixa seca disse...

Odete, é mesmo isso... eu a falar e os miúdos a olharem para as janelas! Fico triste com estes comportamentos.
Kláudinha, o piriri como bom piratinha vai pôr os colegas na linha he he
Lu, ficou mesmo fofinho :)
Laurinha, aqui na minha zona acontece muito com os ciganos. Acham-se donos do pedaço e nem a polícia é capaz de pôr ordem nisto :)
Filipa, eu fico horrorizada com isto, fico a pensar que vamos ser uma sociedade de velhotes egocentricos e solitários... vamos acabar por morrer sozinhos e isso é muito triste. Se os miúdos e os pais pensassrm nisto, o mundo seria bem diferente!
Cláudia, alguns parecem saídos do cativeiro... e acredito que para muitos seja assim :)
Pipoka, eu tenho a sorte de viver numa aldeia sossegada. Temos muitos miúdos (só rapazes) e aqui a educação funciona em comunidade. Se algum deles deixar lixo na rua (acontece muitas vezes) leva uma ensaboadela daquelas he he A minha e outra vizinha colocaram um balde do lixo onde eles podem colocar o lixo que fazem. Depois recolhemos e as ruas ficam limpas :) Eu acho que nunca te tratei por você Pipoka he he Por acaso não é meu hábito fazê-lo porque não considero má educação tratar alguém por tu :)
Carla, infelizmente, a sociedade, hoje em dia, está asente em valeros mais materais do que morais :)

Neyma disse...

Querida Ameixa,
Infelizmente isso acontece em todos os lugares, essa geração século XXI, cresce agoísta achando que só eles são importantes e merecem atenção. Não conseguem olhar para o próximo pq cresceram só recebendo, principalmente de pais que acham que compensam as ausências com bens materiais. Como disseram, cabe aos pais darem o exemplo, que é a melhor forma de educar.
O bolo ficou muito lindo e parece delicioso...parabéns!
Muitos beijinhos querida

cupido disse...

Bem, desta vez não apanhei o nº 51... Gostei desse bolo e da história. Tenho que te dar os parabéns pela quantidade de comentários e visitas.

STA disse...

Adorei o teu blog!
Parabéns!
Passa no meu (iguariasdeacucaresal.blogspot.com)que tens lá um miminho para ti.
Bjs

Agdah disse...

E se fosse aqui vc ainda ia presa por ameaça de violência contra menores. O que é autocarro? É o mesmo que ônibus??

Mão na Massa disse...

MNHAM!!!!

Deve ser fantástico! Adoro caramelo e isso aí são amêndoas?!
Vou ter de sair daqui!!!

Bjs

Sara disse...

E ficou lindo!!!Tens que vir participar tb no desafio do cantinho,já estou a vêr que és uma artista!!

Beijinhos kida e uma boa semana.

Mão na Massa disse...

Sim ameixinha!
Estes deliciosos bolinhos também podem ser feito com erva doce, porém esses não levam limão...
Um sabor anula o outro, mas nesta zona é costume fazer com limão!

Bjufas :)

Espaço do João disse...

Minha querida.
Longe vão os tempos em que altos valores se levantam. Quantas vezes essas coisas me acontecem? Também se vir alguém a ocupar o lugar pré destinado a pessoas deficientes ou doentes , faço-os dar o lugar desde que não vá cheio o autocarro. Sou muito refilhão, até já tive o alcunha de "fervuras" . Pena que estive em Braga e, podia conhecer fisicamente mais um amigo virtual. Beijos solidários do João

ameixa seca disse...

Neyma, um dia eles vão entender que os objectos não são tudo e que outros valores se levantam :)
Cupido, chegaste tarde ;) Obrigada pelos parabéns... ainda não sei se mereço!
Sta, bem vinda! Ainda nem conheço o teu blog e já tenho lá um prémio? Fantástico... vocês vêm cá e não tocam à campaínha... eu não dou por nada :) Obrigada!
Agdá, é a mesma coisa que ônibus :) Isso é que está mal... uma palmada e um castigo na hora certa nunca deixaram ninguem traumatizado!
Maria, caramelo e amêndoas he he Uma combinação fabulosa! Quanto à erva doce, eu sei que existem variações de zona para zona e a tua receita até me parece melhor he he
Sara, não conheço o cantinho... quem me dera ser artista. Este é um bolo simples de fazer e delicioso de comer ;)
João, se o autocarro for cheio temos o dever de nos levantarmos e dar o lugar a quem necessita mais que nós. Ainda por cima alguns motoristas parece que fazem rali ;)

Natural Naturalmente disse...

Ai!! Ameixinha, não bastam só os comentários para os "putos" olharem para os mais velhos com um pouquinho mais de respeito. Quem sabe na próxima geração os pais lembram-se de dar só mais um pouquinho de modos aos seus filhinhos...
Olha quanto ao pão de queijo é lógico que leva queijo na massa, senão como virava pão de queijo??? Esta lá que leva duas chávenas de queijo ralado.
Quanto ao seu bolo esta divino, fofinho, adorei ...
Beijos
Márcia

Aline Neme disse...

Que maravilha de bolo Ameixa!!!

Muito diferente!

Bjunda

menoscaloriasmaisvida disse...

Ameixita,
tenho um mimo para ti lá no meu blog.
Beijocas.
Susana

Manuela © disse...

comentário 67?

Ena moça, como tu és popular :P

Adoro bolos de caramelo, já não faço há ANOS!

Beijinhos

ameixa seca disse...

Márcia, desculpa... já era tarde e não vinada das duas vezes que li a receita eh eh
Aline, obrigada :)
Susana, obrigada vou lá buscar :)
Manuela, pois... não sei se sou popular mas os comentários continuam a chegar! Bolo de caramelo é uma delícia :)

Eliana Scaramal disse...

Eu quero um bolinho assim!! rs

www.saboresdalica.blogspot.com

Flavinha disse...

Ameixinha, que lindo bolo! Ainda bem que eu mereço uma fatia!
Costumo oferecer meu lugar aos mais velhos e às mães (barrigudas ou que levam crianças), tanto mo ônibus como no metrô. Mesmo se não são tão mais velhos do que eu, eu penso que teriam a idade de uma tia ou uma prima mais velha e que estando com elas eu lhes daria preferência! Além disso vivo a carregar as mochilas e pastas dos estudantes e executivos.
Aqui na minha cidade reparo que no metrô a situação é pior do que no ônibus!
Você está certíssima!
Por isso eu também ando muito a pé!

Beijocas

ameixa seca disse...

Eliana, é só fazer he he
Flavinha, mereces sim :) No metro é sempre mais confusão mas pelo menos não se notam tanto as curvas he he

moonlight disse...

Há uns anos atrás eu ía de autocarro para a escola e nesse tempo os mais velhos tinham sempre alguém que lhes oferecesse o lugar, mas agora as coisas já não são bem assim, não é? Enfim, falta qualquer coisa! Agora este bolo é que não tem faltas, que bomba! ;)

ameixa seca disse...

Moonlight, as coisas já não são o que eram. O bolo é que não tem falha nenhuma. Uma bomba das boas :)

fernanda cravo disse...

Eu custumo fazer este bolo de caramelo mas com algumas diferenças: quando faço o caramelo para a massa uso meia chavena de leite a ferver que vou vertendo em fio, para nao ficar ás migas.Para a cobertura,queimo o açúcar juntu-lhe uma colher (sopa)bem cheia de manteiga e meia chavena de leite a ferver que verto em fio.quando apago o lume é que junto bocadinhos de nozes ou amendoa.quanto ao leite ás vezes pode ser que leve um pouco menos, com a prática é que se estuda a quantidade certa de leite para a cobertura não talhar. um beijo
Nanda

ameixa seca disse...

Fernanda, obrigada pelas dicas :)