quinta-feira, 31 de Março de 2011

Bolachas rústicas integrais de Za'atar


Za'atar é uma mistura de especiarias bastante apreciada na Turquia e no Norte de África. É basicamente composta por sementes de sésamo tostadas, tomilho seco, sumagre/sumac e sal. No entanto, outras ervas podem ser acrescentadas e vão variando de região para região. A mistura que eu tenho veio do Brasil e não sei muito bem qual a sua composição, mas sei que é bastante boa.

Pensando numa despedida, numa reunião, numa refeição, juntaram-se pessoas, amigas, unidas pela comida e por outros interesses que lhes são comuns. Tal como no Za'atar, somos uma "mistura de especiarias" que vamos dando cor aos nossos dias, intensificando o sabor da amizade, enraizando na memória o odor da partilha, embebendo a tristeza da saudade mesmo antes da partida. No final, depois do choradinho, polvilhamos o açúcar, embebemos a doçura dos versos e dos abraços, com a certeza do reencontro, com o desejo de felicidade eterna, com a espera das novas aventuras, de novos sabores e experiências. Tal como as especiarias, cada uma vale por si, mas pinceladas juntas há, com toda a certeza, uma vivência bem particular.

Ingredientes:
1 1/2 chávena de farinha para pão
1 1/2 chávena de farinha integral
2 1/2 colher (chá) de fermento em pó
1 1/2 colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de mel (usei mel Algarvio)
1/3 chávena + 2 colheres (sopa) de azeite
2/3 chávena de água morna + 2 ou 3 colheres (sopa) se necessário
8 colheres (chá) de za'atar ou outras sementes*

Preparação:
Misture as farinhas numa tigela e adicione o fermento e o sal.
Noutra tigela, junte o mel com a água e o azeite.
Junte os ingredientes líquidos aos sólidos e trabalhe a mistura com uma colher. Se tiver dificuldades com a massa, junte mais uma colher de água de cada vez. A massa não se deve colar às mãos mas também não deve ficar muito seca.
Forme uma bola e amasse até que não exista nenhuma farinha residual na tigela. Passe a massa para uma superfície enfarinhada e trabalhe-a por 5-6 minutos até que fique flexível e elástica.
Embrulhe a massa em película aderente e deixe descansar por 30 minutos ou 1 hora se tiver tempo.
Pré-aqueça o forno. Divida a massa em 4 partes iguais. Cubra a massa restante com um pano limpo. Role uma porção de massa e estique-a até ficar fina (não demasiado) e em forma rectangular. Pincele a massa com azeite e salpique com 2 colheres (chá) de za'atar.
Corte a massa na forma que desejar e leve ao forno por 20-25 minutos ou até que fiquem douradas e crocantes.

Notas:
Fiz a massa na MFP, coloquei primeiro a mistura líquida e depois a mistura de farinha, deixei amassar e quando terminou, desliguei a máquina e deixei a massa lá dentro a repousar. 
Tentei contar quantas bolachas obtive mas desisti a meio porque foram muitas e depende sempre do tamanho que vocês quiserem. Eu obtive cerca de 100, metade versão salgada, metade versão doce. 
São óptimas para petiscar com um dip ao lado, mas eu uso a mistura salgada para comer com sopa ou simplesmente para ingerir uma atrás da outra, as doces são completamente viciantes. Caso não tenham za'atar, podem usar a vossa mistura de especiarias favoritas ou as seguintes combinações sugeridas:
  • Doce- 2 colheres (sopa) de açúcar amarelo, 1 colher (chá) de canela moída, 1 pitada de noz moscada;
  • 1 colher (chá) de paprika, 1 colher (chá) de oregãos, 1 colher (chá) de mostarda em pó, 2 colheres (chá) de alho em pó;
  • sal e pimenta;
  • sementes de sésamo, sementes de papoila e sementes de linhaça com uma pitada de sal
No meu caso, fiz a versão salgada com o za'atar e a versão doce com o aroma a canela. Também já experimentei com a mistura de especiarias marroquina da NoMU e ficou muito bom. Na foto, em primeiro plano estão as bolachas de za'atar, em cima as marroquinas e a Oeste as doces. Ficam muito crocantes e, caso não as comam todas de enfiada, devem ser guardadas num recipiente hermético.
Podem ver a receita com o passo-a-passo no blog Choosy Beggars.

Aproveito para agradecer às minhas amigas que fazem com que eu me sinta sempre indispensável. Um até breve a alguém que é indispensável para mim!
Agradeço de antemão a todos os visitantes e todos os comentários que venham a ser feitos :) Bom resto de semana!

51 comentários:

são33 disse...

GOSTEI PARECEM SER BEM BOAS, DOCES OU SALGADAS VENHAM ELAS.
BJS

anasbageri disse...

Estou tentada a fazer estas bolachinhas porque gosto imenso de Za´atar que nunca usei desta forma. Uma excelente sugestão.

bjs

Doce Final Feliz disse...

apetece-me tirar umas quantas:)

bjus

Ana Rita disse...

Não conhecia essa mistura aromática...Mas deve ser boa!!!
Já aprendi uma coisa hoje contigo!

Bjokas
Rita

Ana Powell disse...

Como sempre, o teu trabalho não se esmera somente na receita como na introdução do post.
Excelente proposta ♥

Cidália disse...

Gostei imenso da explicação, eu não conhecia essa mistura, mas estou tentada a experimentar.
Beijinhos

Sandra disse...

Não conhecia a mistura mas parece-me muito boa! Gistei imenso das tuas bolachinhas!

beijinhos

moranguita disse...

canela parece que se as fizesse ia comer muito mais vezs sopa para as ter como acompanhamento hehe
beijinhos

Sandra G disse...

Ameixinha, partilho contigo a mesma saudade que falas dessa amiga que vai partir.Mas só fisicamente, pois no coração ela fica para sempre.E hoje temos uma vantagem muito grande, as novas tecnologias, assim ficamos mais perto.

Quanto ás bolachas, eu amei, sou uma papa bolachas.

Bjs

Monisilva disse...

Ameixinha apesar das bolachas serem maravilhosas com um aspecto bem crocante, salgadinho etc... fiquei a ler a introdução deste post um tempão e quando acabei voltei ao inicio que lindas palavras...

Beijinho grande

pipoka disse...

Maria Ameixa,
A metáfora da mistura de especiarias está muito bem lembrada. Gostei do texto.

Também gostei muito das bolachas... só tenho pena de não ter provado as doces, mas tb vcs são um bando de galifonas! (eu cá sou um pisco, como se sabe ;-))

bjs

"Manjares da Manu" disse...

Amei!!! PArecem ser deliciosas!!1

Bjs...

paula MARIANA disse...

Também desconhecia essa mistura mas lá que ficaram bem apelativas ficaram e já imagino o sabor fantástico,

beijinhos!

Gina disse...

Ameixinha, você se superou e não falo das bolachinhas, que estão muito atraentes para mim com essas especiarias. Você estava muito inspirada quando escreveu essa introdução. Muito bom mesmo!
Bjs.

Lourdes Sabioni disse...

Nossa Ameixinha, ficaram muito parecidas com o pão sueco que fazemos por aqui.
Bom para acompanhar nosso cafézinho de todo dia!
Beijos!

Claudia Lima disse...

Ameixinha gostei muito destes biscoitos. Melhor ainda é que podemos variar os sabores.
Bjs :)

RUTE disse...

Têm óptimo aspecto!
São, portanto, bolachinhas salgadas, correcto?
Gostei da mistura de za'atar. Sempre a aparender, até morrer!
Beijokinhas.
Continuação de boa semana.
Rute

Moira disse...

Hoje fui eu que fiquei de lágriminha no olho ao ler o teu texto sobre a amizade, o que vale é que tinha por perto uns lenços cheios de corações :)
Quanto às bolachinhas, provei das duas, mas preferi as salgadas sem sombra para dúvida.

Cinha disse...

Devem ser muito boas as bolachinhas!
Como sempre textos maravilhosos!
Beijinhos grandes.

ameixa seca disse...

São, Manu, Paula, Cinha, obrigada :)
Anasbageri, tenho certeza que vais gostar :)
Cila, já não há :)
Ana Rita, pena não se encontrar por aqui :)
Ana Powell, a ocasião merecia e eu gosto tanto de comer como de palavras :)
Cidália, Sandra, clicando em za'atar vais ter a uma das muitas receitas possíveis :)
Moranguita, como petisco também são uma delícia e muito saudáveis :)
Sandra G, já estava habituada à distância mas agora a distância é bem maior :)
Monisilva, há pessoas que ainda nos inspiram :)
Pipoka, és um pisco mentiroso he he
Gina, a amizade, depois do amor, é o que mais inspira a humanidade :)
Lourdes, não conheço esse pão mas deve ser óptimo :)
Claudinha, podes usar qualquer mistura de especiarias :)
Rute, salgadas ou doces. As salgadas são barradas com azeite antes de colocar a especiaria e as doces barro-as com manteiga derretida antes de colocar o açúcar e canela :)
Moira, os teus têm uma moira encantada... achei que eram mesmo os certos para ti, com muitos corações claro ;)

Margarida disse...

Oh pá, tivesse eu aqui os lenços ao pé e já fazia uso deles.. Já tenho saudades. Só provei as bolachinas doces e não foi só uma não.. ; )
beijocas

gasparzinha disse...

Eu provei doces, salgadas, de lenço na mão e verso solta pela casa.
Beijinho grande! :)

Josy disse...

Que lindo texto Ameixa, e belo prato de crocantes.Receita elaborada mas de final surpreendente, adorei..bjocas

Marly disse...

Ameixinha,

Eu gosto do sabor do za'atar, que é indispensável em muitos pratos árabes. Fiquei tentada a fazer a versão salgada destas bolachinhas.
Ah, e o texto ficou ótimo!

Um beijo e bom fim de semana!

conceicao disse...

As bolachinhas tem um óptimo aspecto e como sempre os teus textos são deliciosos.
bjs

familia antunes disse...

A verdadeira amizade faz destas coisas...
Gostei bastante da maneira como brindas-te a ela...
Que sigam assim.... sempre unidas... e continuem a brindar-nos com receitas maravilhosas e partilhas inesquecíveis....

E as bolachas?
Pois.... uma tentação.... posso?
Um beijinho nosso....

Fabiana disse...

Ameixa,
Não conhecia esse zaatar...e pensar que ele veio daqui....
E fizeste uma bela escolha...
suas bolachinhas que ficaram maravilhosas.
beijos

Nereime disse...

Muito interessante a origem deste condimento,para mim é novidade, parecem muito saborosas...
abraços

Salsa Verde disse...

Olá linda,
Parecm bem deliciosas e acho óptimo que tenhas optado pela versão salgada, pois também é a minha preferida...
Beijocas e bom fim de semana,
Lia.

Mundo do Sabor disse...

Muito interessantes estas bolachas,e o melor de tudo saudáveis.

www.mundodosabor.blogspot.com

Cucchiaio pieno disse...

Nao conhecia za'atar! Adoro comidinhas com farinha integral!
Um abraço
Léia

turbolenta disse...

Na verdade no NOrte de Africa eles têm uma gama bem grande de saborosas especiarias... e não só... e embalagens e temperos próprios para carnes que são uma maravilha.
Pois eu gosto de saborear umas bolachinhas , principalmente no Inverno a acompanhar um delicioso chá.
Mas fazê-las e que é pior. Não tenho habilidade nenhuma e nunca saem nada de jeito. Por isso já desisti!
Mas como.... lol

ameixa seca disse...

Margarida, são fáceis de fazer e rendem muitas :)
Gasparzinha, és uma entusiasta, tão querida :)
Josy, não acho uma receita elaborada, é bem simples :)
Marly, são deliciosas :)
Conceição, Rosiane, obrigada :)
Familia Antunes, as amizades precisam de alimento :)
Fabiana, ele foi-me enviado por uma pessoa brasileira mas não sei se foi produzido aí :)
Nereime, são viciantes :)
Lia, eu fiz doce e salgada, adorei :)
Léia, eu também :)
Turbolenta, já fiz estas bolachas algumas vezes e saíram-me sempre bem... não há como errar :)

Abelha Maia disse...

Não conhecia, mas como gosto de farinha integral...têm bom aspecto.
bjsss

Helena disse...

Ameixinha
Comi muitas destas, com os vários dips, muito boas!
Já tinha feito za'atar, mas nunca usei em bolachas.
Eu percebi bem?A Pipoka chamou-nos galifonas?
Acredito sinceramente que a distância não acaba com as amizades e tu aí tão distante ostracizada sabes bem.
Um beijo

Rose Oliveira disse...

Oi Ameixinha!
Gosto muito de biscoitos integrais, aliás eu estou precisando comer muitas delas e evitar pães e bolos para perder uns quilinhos.
Esses seu estão com uma aparência ótima.
Beijinhos e um ótimo início de semana.

Deborah - Delicias1001 disse...

Hum, delícia crocante!
Muito boas!
Parabéns pela receita!
Venha me visitar vc também na minha cozinha! Tô te esperando!
Bjs

ameixa seca disse...

Abelha, eu tento usar farinha integral em quase tudo o que posso :)
Helena, eu também, inclusive com o teu de beringela :) A Pipoka é uma destravada he he Eu sinto-me sempre com um oceano pelo meio!
Rose, se é para perder peso estas não são boas, elas não engordam mas como são viciantes também não nos vão emagrecer ;)
Deborah, obrigada :)

Bombom disse...

Ameixinha, não sei do que gostei mais: se do texto de introdução, se da receita das Bolachinhas! Dou muito Bom às duas. (Onde é que eu já vi isto? He,he)!
Nunca tinha ouvido falar neste condimento turco, mas já fiquei curiosa para experimentar logo que encontre.
Pelo que tenho lido, essa despedida vai fazer saudades a muito boa gente! Bjs. Bombom

Bombom disse...

Fiquei com uma dúvida: o fermento em pó para as bolachinhas é Royal, ou de padeiro? Como dizes que se podem fazer na MFP, fiquei a pensar...
Bjs. Bombom

ameixa seca disse...

Bombom, obrigada pela nota super positiva ;) É fermento para bolos, a MFP é boa para amassar, depois desligo e deixo a massa repousar ali. Não leveda.

Rachel disse...

DEvem ser muito saborosas, come-se 1 e não se quer parar.

Bjs

M. disse...

Parecem-me muitíssimo bem essas bolachas, mesmo para comer sozinha, uma bolacha numa mão e um livro na outra ;)
Beijinhos, boa semana!
Madalena

Andréa disse...

Belíssimas bolachinhas, o aspecto é delicioso!
bjs,
Andréa....

ameixa seca disse...

Rachel, M., Andréa, obrigada :)

»¤Þ䵣䤫 disse...

Que bolachas mais lindas Ameixinha. fiquei até com vontade de provar algumas, hummmmmm... Beijos

Raspas de Laranja disse...

Com bolachas ou sem elas, os encontros de amigas são sempre uma nota de valor. Claro que a distância complica, mas nada impede de se manterem em contacto.
As bolachas ficaram bem giras e devem ser boas. :)

Helena disse...

Por saber que és uma moçoila sensível (ainda mais agora) quero que saibas: gostei muito da composição da foto ;)
Beijinho

ameixa seca disse...

Paula, obrigada :)
Zé, tens razão e o longe faz-se perto muitas vezes :)
Helena, agora fiquei a pensar e a composição nem sequer foi propositada, já que estas bolachinhas foram a primeira fornada :) Acabou por se juntar tudo para o mesmo propósito, graças à tua generosidade!

Gisela disse...

Eu não conhecia, mas comi muitas acredita, com tudo o que havia para juntar, e adorei
Gostei imenso da introdução, da amizade que une este grupo, estejam as pessoas onde estiverem, estão sempre por perto
Um grande beijo para ti

ameixa seca disse...

Gisela, ainda bem que gostaste ;)