domingo, 17 de maio de 2009

Bacalhau de rapaziada em dia Amarelo


Mais um dia, mais uma cor, mais umas quantas postagens coloridas!
"Marelo" é a cor que eu menos gosto mas, na culinária, confesso que adoro :)
Continuo nas receitas salgadas e, enquanto as cores derem oportunidade para isso... assim vai continuar. 

Tenho esta receita feita há imenso tempo e, desde que começou o desafio das cores, guardei-a para apresentar no dia que fosse amarelo.
Já que ontem fui a um casamento super chic onde não se encontrou bacalhau em lado algum, camarão, carne quente nem nada que se pareça, acho que esta travessa de bacalhau não ia escapar aos convidados he he
Foi de facto um casamento que primou pela diferença, até porque não é em todos os casamentos que se encontram umas belas "coironas" a cantar :)

A noiva foi de azul escuro e dourado - Biba o Puorto Carago!!! - e o bolo foi comido logo à saída da Igreja. Pode parecer estranho, mas até faz muito sentido. Normalmente é a última coisa mas, às tantas da madrugada já muita gente não está presente e metade não tem fome para comer uma garfada de bolo. Depois da cerimónia, já tudo está à espera de chegar ao lugar para aconchegar a barriguinha!

Bendito bolo, porque as entradas eram uns vol-au-vents e finger-food que não chegou a nada. Como era buffet, era quase tudo frio e tudo saladas, salvé o cherne quentinho que estava delicioso e o consommé. Óbvio que quem está habituado aos casamentos mais tradicionais não comeu nada, eu provei um bocadinho de tudo e o prato ficou sempre limpo he he

Mesmo assim, sempre pensei que ia comer uma bela posta de bacalhau (acho que pensamos todos) ou uma vitela quentinha, porque o dia esteve muito chuvoso e gelado. Sem dúvida que foi um casamento abençoado. Valeu pela diversão :)

Agora vamos ao bacalhau amarelinho!


Ingredientes:
3 postas de bacalhau cozido
1 1/2 kg de batatas cozidas
2 cebolas picadas
2 alhos picados
1 ramo de salsa picada
3 dl de azeite
1/2 colher de chá de colorau doce
Pão ralado, ovos, queijo ralado, pimenta e sal q.b.

Preparação:
Cortam-se as batatas em rodelas e faz-se o bacalhau em lascas finas. Põe-se em camadas alternadas num tabuleiro/pirex que possa ir à mesa e ao forno. Cozem-se no azeite as cebolas, os alhos e a salsa, mexendo sempre e, quando começam a aloirar, juntam-se-lhes a pimenta, o colorau e um pouco de água, devendo ferver até apurar.
Deita-se este molho por cima do bacalhau e das batatas, cobrindo depois com ovos bem batidos (usei dois), em maior ou menos quantidade conforme gosto pessoal. Polvilha-se com bastante queijo ralado, uma leve camada de pão ralado (piquei broa de milho que já estava dura) e mete-se no forno para aloirar.

Esta receita foi retirada do Livro do Pantagruel, fica deliciosa e, numa próxima, vou juntar grão de bico porque achei que ia ficar mesmo bem aqui.

Agora gostava de perguntar a quem tem esta bíblia da cozinha, se me sabem explicar o que quer dizer quando as receitas pedem para "passar pela máquina" alguns ingredientes? É que há tantas máquinas e eu ainda não descobri que máquina é esta! Será a 1,2,3, a picadora?

Agora vou ver se faço um bolinho, pena os que sobraram de ontem não estarem à minha frente agora!
Bom Domingo :)

80 comentários:

Anakoelho disse...

Bommm diaaa!!!!!
Adorei as receitas...,gosto mto de todo tipo de peixe.Parabéns!
Ótimo domingo,com mta paz e alegrias.


Ana.

Nana disse...

Amiga, acho que é a picadora hehe
Adorei o nome da receita hahaha
Flor, pode usar o outro polvilho sim.
Bjs

Vânia Costa disse...

Ameixinha,

bacalhau é comigo, por isso venha ele que eu não me importo nada... ainda pra mais se for assim com esse aspecto todo, melhor ainda!
Gostei muito da sugestão!

Feliz Dia Amarelo!*

Beijinho*

Abelha Maia disse...

Ameixa já sabes cá em casa bacalhau é Rei, gostei muito, o meu marido anda-me a pedir há uns tempos um bacalhau deste género.
Parabens pela especialidade.
Resto de bom domingo amarelo.
bjsss

argas disse...

Que belo pratinho de bacalhau!!!E fica lindo neste dia! :D bjinho, bom Domingo!

gasparzinha disse...

Esperemos que os noivos já estejam a caminho da lua de mel, senão com tantos elogios ao menu, da duas uma: ou não te conviadam para o baptizado dos filhos ou exigem que sejas a cozinheira - com a obrigação d epreparar um menu amarelo!
:)

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá Ameixa!

Depois desse casamento alternativo a "rapaziada" bem que deve ter abençoado o teu prato de bacalhau!:)



Beijo!

Lourdes Sabioni disse...

Fica judiando de mim...ai que saudades da páscoa!!!Dá um aperto no coração a saber que está em extinção esse prato delicioso...Bjs

Sabores de Aromas disse...

Ameixa,
Gostei muito dessa receita.cá por casa por vontade do chefão era sempre bacalhau:)

Ainda hoje fiz para meu almoço bacalhau à lagarreiro.
E agora vejo aqui este delicioso.

Não sobrou nada?convidavas-me para o jantar:) como o resto.

bjs

Mary disse...

Ameixinha, eu nesse casamentos passo sempre fome, mas se calhar até preciso...
Achei interessante comer-se o bolo à saída da igreja e aplaudo a iniciativa, encher a barriguinha de bolo depois do sermão, bem bom! :)
Nunca ouvi falar do "B. de rapaziada", e é estranho, porque existem mil e uma versões deste nosso amigo (mil e duas, com esta)...
Pelos ingredientes, parece-me bem simples e delicioso, e agradou-me o toque do queijo ralado e da broa! Com grão também marchava!
Excelente participação, uma novidade (para mim), fantástica! :)

Sónia Alexandra disse...

Amiga nesse caso sou da tua opinião...prefriro os casamentos tradicionais...pelo menos na parte de encher a barriguinha...cá agora uma sreles folhinhas, nem se sabe bem do que, num pratinho imaculado...e olhamos ficando a pensar"o que é feito do resto????"Jesus, não critico ninguém de quere ser "chique", ma spelo amor da santa, pelo menos pensem nos convidados que estão horas à espera da noiva, e que estão horas dentro da igreja e que vão aperaltados, com os pés a doer, e a gravata a apertar, e a única coisa que desejam é que os noivos asejam felizes, e que lhes deêm algo de digno e tradicional para comer...afinal casamento sem noiva, nãoa é casamento, mas casamento sem português sem o tradicional pratinho de bacalhau quentinho, também não sabe a nada.
Modernices...eu cá fico pelo tradicional...não sei até quando , se calhar um destes dias calha-me um desses...jinhos doces e pelo menos tira a barriguinha de misérias hoje.

Sandreane disse...

Bacalhau..hum...
Amo muito tudo isso *rsrrs*
Amei a segestão, mas fiquei sem entender sobre as cores dos pratos... Vou ler as postagens anteiores, acredito que assim tiro a dúvida :)
Ah! Como vai Luizinho?
Abraços!

Isa Lourenço disse...

Esse bacalhau ficou excelente!
Também tenho o Pantagruel que foi o 1º livro de culinária que comprei quando me casei e nunca fiz de lá uma receita.
Bos

Mari disse...

Ameixinha querida, mas que linda participação!!! Aqui em casa, amamos bacalhau, mas por conta do precinho salgado, só comemos na páscoa, e olhe la!
Adorei a história do casamento... ri a beça contigo agora... rsrsrs
Bjo grande, minha flor

Mari

Marly disse...

Um bacalhauzinho desses, quentinho e acompanhado de arroz branco... não precisa mais nada!
Só não entendi o que é esse colorau que deixa o prato amarelo, seria cúrcuma (o 'açafrão' da terra?)
Beijinho!

RUTE disse...

Olha! Bem pensado. Bacalhau e amarelo tem tudo a ver.

Também gostei do texto que acompanhou o bacalhau. Eu gosto de casamentos diferentes e essa ideia de comer o bolo logo à saída da igreja faz todo o sentido. Nunca tal tinha ouvido falar.

Quando casei, era para ter casado numa sexta-feira à tarde às 17.30 mas os nossos pais não deixaram.

Também levei um vestido muito original desenhado por mim e feito pela minha mãe q é costureira. Era 2 em 1, vestido de noiva e 2ºfato em que a saia rodada de noiva retirava-se completamente ficando uma mini-saia girissima ;-))

Enfim... Foi há muito muito tempo... era eu uma criança :-)) Beijokas.

Verdinha disse...

nhami nhami ;)

bacalhauuuu, gosto mt!

anna disse...

Belo bacalhau, bem amarelinho como o dia exige!
Olha, acho que passar pela máquina é picar naquelas máquinas antigas de dar à manivela... agora temos a 1, 2,3...
Beijinhos.

Nela disse...

Belo bacalhau, bela participação também, beijinhos bom domingo.

Gina disse...

Você acertou em cheio com esse bacalhau. Sua opção é quase sempre pelos salgados e eu pelos doces.
O bolo depois do casamento foi uma boa. Faz tempo que não vou a um casamento, não sei como estão os costumes atualmente.
Bjs.

Cláudia M. disse...

Parece que o serviço "à francesa" só deu em mais fome... se já foste fazer um bolo... :)
gostei da ideia da broa, tb prefiro ao pão ralado.
Está mto apetitoso, adoro bacalhau de todas as maneiras, esta com certeza também.
Bjs

mesa para 4 disse...

Olha vês hehe...tb não gosto muito de amarelo, mas na comida adoro principalmeente nos ovos moles hehe que rico bacalhau tão amarelinho :-)

Vivian disse...

eu tenho um pouco de medo de fazer um evento "diferenciado" porque a gente nunca sabe até onde as pessoas vao gostar do tipo de comida servida. Pra mim, que adoro comer, qqer atraçao é válida, mas tem pessoas que estranham muito


bjk

Flor de Sal disse...

Eu vou colocar essa receita no meu bloco de notas! Essa receita é simplesmente fantástica! Achoke até consigoimaginar o sabor! LINDA

Nani disse...

As mil e uma receitas de bacalhau, qual delas a melhor, adoro todas acho eu pelo menos das que já fiz e das que comi fora, ficou um verdadeiro manjar que no casamento nem sobraria uma espinha, bjs.

Luciana B. disse...

Hahahahaaa! Adorei esta história, principalmente a parte do bolo logo no começo... eu sou daquelas que fica frustrada em quase toda festa de casamento, pois meu marido é daqueles "velhos" que sempre quer ir embora cedo, e eu sempre perco a parte dos doces e do bolo então nem se fala!!
Fico lindo o bacalhau.
Bjs
Lu

Carol disse...

Uau, esse eu queria um teco. Adoroooo!!! Bjão

edinha disse...

Este prato de bacalhau é todo ao meu gosto :)
Adoro!!
Beijinho

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

Afff que coisa boa! Concordo, amarelo na comida fica lindo!

bjssssssssssss

ameixa seca disse...

Anakoelho, também gosto de peixe mas bacalhau para mim não é peixe... é bacalhau :)
Nana, também acho que deve ser picadora! Tu ias adorar este bacalhauzinho :)
Vânia, deves ser como eu... estamos sempre prontas para comer bacalhau :)
Abelha, faz lá a vontade ao Abelhão :)
Argas, esta receita foi especialmente guardada para sair num dia amarelo :)
Gasparzinha, os noivos sabem. Muita gente não apreciou a comida assim. Eu comi por três vezes e bastou-me. Não me incomodou nada... mas há quem seja sempre tradicional e eu sou muito tradicional quando o assunto é bacalhau :)
Leonor, o problema é que este bacalhau já foi comido há muito tempo he he
Lourdes, é verdade e o pior é que os portugueses são os maiores consumidores. Isso não é nada bom!
Mary (SA), aqui em casa também era bom se houvesse bacalhau sempre. Gostamos todos :) Não sobrou nadinha!
Mary, eu gostei da ideia de comer o bolo logo à saída da igreja! Este bacalhau é muito fácil de fazer, tens que experimentar :)
Sónia, acho que nem foi pelos noivos serem chiques porque conheço-os muito bem e não são nada assim. Acho que foi pela diferença mesmo e nem todos apreciam coisas diferentes. Eu não me importei da comida porque experimentei quase tudo e enchi a barriguita mas se houvesse bacalhauzinho sempre era melhor he he
Sandreane, o melhor é ires ao blog Chá, canela e chocolate. Lá explica tudo :)
Isa, eu ainda não li o Pantagruel todo mas já tenho umas receitinhas de parte para experimentar :) Acho que o problema é não ter fotografias e as pessoas acabam por não fazer mas vale muito a pena :)
Mari, aqui é mais barato mas é um barato caro também. Dá para comer uma vez por semana :)
Marly, o colorau não deixa nada amarelo... o colorau é meio avermelhado e é para temperar o azeite cozido. O que dá a cor amarelada é o azeite, a batata, os ovos e a broa de milho :)
Rute, a minha mãe também é costureira mas não faz vestidos de noiva he he Não sou contra a originalidade, muito pelo contrário mas, nestas alturas, tem que se pensar nos convidados todos :)
Verdinha, também eu :)
Anna, talvez seja isso... é bem provável :)
Nela, muito obrigada, para ti também :)
Gina, eu sou mais salgados, se a cor permitir postarei salgados :)
Cláudia, deu fome a alguns mas eu comi muito bem, morfei de tudo he he
Samma, não me desgraces... nem fales em ovos moles senão eu babo aqui e agora :)
Vivian, o problema é mesmo esse... ter sempre uma maioria de pessoas que não gosta de inovações :)
Flor de Sal, garanto-te que esta receita é uma verdadeira maravilha. O meu pai é muito tradicional na comida e adorei este prato :)
Nani, também não me lembro de comer bacalhau e não gostar :)
Luciana B., só venho embora cedo se a festa estiver fraca... se houver música para dançar e companhia boa, eu fico quase até terminar he he
Carol, desse já não há teco nenhum :)
Edinha, acho que é ao gosto da maioria :)
Anita, também acho :)

Manuela © disse...

Moça, isso é que foi um casamento original! Só faltou mesmo o teu bacalhau, que está com um aspecto delicioso :) Beijinhos

Su7i disse...

Ameixinha, que engraçado porque o meu casamento também foi em buffet, e numa 6ª à tarde, primou pela diferença também. A história do bolo à saída da igreja já eu vi em Itália - os noivos e convidados com uma flute de champanhe na mão e o bolo... Acho o máximo os casamentos assim, diferentes. A tradição já não é o que era! Mas tradicional sim foi este teu bacalhau que por acaso foi o meu jantar... tivesse eu vindo aqui mais cedo e complementaria lindamente este dia amarelo! Beijinhos

anabenfica disse...

Hoje ja comento :p

Marelo...ha quanto tempo ninguem me diz marelo!! ;)

Embora o bacalhau e eu não sejamos os melhores amigos devo admitir que o teu tem optimo aspecto!

Margarida disse...

Ameixinha, amarelo é cor da qual não sou grande apreciadora em algumas coisas. Mas na comida o amarelo veste muitas iguarias maravilhoras certo?
E esse bacalhau é mesmo exemplo disso! Resto de bom dia amarelo!

Carol disse...

Ah, já ia esquecendo, passa lá no Cerejinha que está rolando uma promoção deliciosa, quero muito que participes. bj

Noémia disse...

Boa escolha para o amarelo!
Bacalhau cai sempre bem e a qualquer refeição. Também estive para fazer um que leva muitos ovos e fica dum amarelo ofuscante! Ainda bem que não fiz! Este com queijo ralado é uma novidade!
Quanto ao casamento, ainda bem que foi muito abençoado, com tanta chuva não é para admirar, e ainda bem que te divertiste!
Boa semana.:)

ameixa seca disse...

Manuela, original mesmo. O bacalhau vai ficar para o próximo casório :)
Suzi, esqueci-me de dizer que bebemos champagne palhete ou rosé a acompanhar o bolo. E ao fim da festa houve caldo verde e sandes dee leitão que estavam deliciosas :)
Anabenfica, eu digo marelo he he
Margarida, eu só gosto de amarelo na comidinha :)
Carol, já fui :)
Noémia, este levou poucos ovos e ficou bem amarelinho. O segredo também é do azeite que lhe dá um amarelo dourado :)

Mari disse...

Ameixita, adorei este bacalhau amarelinho. Parece delicioso, menina.

Carol disse...

Ameixita, não há problema, participe sim, mando o prêmio aonde ele sair!!! rsrsrs. Bj

Karla disse...

Dourado e azul.....uau...isso é que é ser diferente...
O bacalhau...ora bem, fica bom de qualquer maneira :)

Isabel disse...

Um casamento pouco tradicional, de facto. Mas o que interessa é que o teu bacalhau amarelo está um espanto e devia estar delicioso! Eu preferia o bacalhau à finger food do casamento!!
Bjs

Carlinha disse...

Bacalhau é uma dakelas opçoes q fica sp bem...
De qq maneira...
O teu n fugiu à regra e está maravilhoso...

Bjs

Natércia disse...

Ameixinha ficou muito bonito o teu bacalhau! Eu já sabia que um dia destes tu ias pençar nas tropas todas e fazias esse belo bacalhau e colocavas esse nome só me falta ser bruxa. Um beijinho...

ameixa seca disse...

Mari, é mesmo muito bom :)
Carol, ok :)
Karla, diferente sim e muito bonito :)
Isabel, acho que mais de metade dos convidados também preferiam o bacalhauzinho :)
Carlinha, esta receita é daquelas para repetir :)
Natércia, temos que alimentar a tropa he he

Cenourita disse...

Palavras para quê? Que bacalhau tão espantástico ;) mnham mnham mnham

Beijocas ***

Drika disse...

Gostei dessa idéia de comer logo o bolo. Se algum dia eu for sacramentar o meu casamento, quero me lembrar disso. Quanto ao bacalhau, me deixou de água na boca. :)

Eliana Scaramal disse...

Também achei super diferente essa receita, mas me encantei!


www.saboresdalica.blogspot.com

Paula disse...

ola linda Ameixinha !
parabens mais uma vez pela receita e pelo fantastico escrito !
a tua encomenda tia martha ainda ca ta em casa ! :( e passo a explicar ! ao descobrir na hora do envio que nao poderiam ir liquidos : maple syroup e uma surpresa q tb la ia e nao te vou dizer o que eh, mas serve pa ficares mais cheirosinha logo tou fula furibunda a espumar de raiva ou seja mesmo :((( , agora irah com alguem q va ate ai a Portugal e depois pora nos correios dai !
e assim as forminhas, os utensilios que vais gostar as revistas martas stewarts demorarao um bocadinho mais a chegar ! desculpa, mas aqui tao uns chatos , bua bua !
beijocas grandes

Paula disse...

e regresso !
no tempo desse livro creio q nao havia 123 logo devera ser o antigo passe - vite ??? ou uma maquineta que servia para moer a carne para os croquetes ?? isto de ser do tempo da outra sra tem vantagens esta visto !
bjocas e passa plo meu blog sff ! agradeco a tua sugestao pra meu pot luck !

Canela disse...

Olá Ameixinha
Gostei imenso da tua receita , não tenho a certeza mas acho que já a fiz.A maquina não será o passe vite?
Finalmente actuaste e pelos vistos correu bem.Não ligo muito a casamentos,se calhar por isso é que só fui ao registo e numa sexta-feira 13(era o unico dia disponivel).
Boa semana!

ameixa seca disse...

Cenourita, um belo bacalhau e uma torta de ameixa a seguir, era uma belíssima sugestão :)
Drika, também achei sensacional :)
Eliana, bacalhau encanta qualquer um :)
Paula, não achas que exageraste na encomenda? Tanta coisa mulher, tu acalma-te, eles até pensam que é qualquer bomba que vais enviar para matar o "Sócras" he he Quanto ao passe-vite, não é porque a sernhora noutras receitas refere-se ao passe vite. Acho que deve ser uma picadora que, na altura, devia ser manual :)
Canela, passe-vite não é porque vem referido noutras receitas. Essa sexta-feira 13 deu bons resultados he he

Almudena disse...

Olá gostei imenos do teu blog e das receitas da MFP.
Fico com o teu link para ficar por perto.

Alcina disse...

Ameixinha, não faço ideia de que máquina se refere o livro mas dado que esse é mais velho que a sé de braga, duvido que seja a 123 hehe
Quanto ao bacalhau excelente, mais uma a juntar ás 1001 maneiras, porque eu não conhecia essa :-)
Casamentos!! só de pensar que tenho dois nos dois meses que se aproximam até tremo hehe
bjinhos

ameixa seca disse...

Almudena, obrigada pela visita e pelo comentário :)
Alcina, acho que era uma maquineta de picar, agora é a vulgar 1,2,3... penso eu de que he he

Magia na Cozinha disse...

Parabéns pela sua participação do Dia Amarelo!
Eu quase não tive tempo de checar todas as sugestões ainda.
Estas festas são sempre uma incógnita: A gente nunca sabe o que vai acontecer, ou seja, nunca sabe o que vai ter para comer, hehe.
Bjs :)

Doces & Cia disse...

Gostei! Vou levar a receita cmg! E a sidra sempre encontraste?! Agora sou eu que necessito :( Bjs

Aline Neme disse...

Que delícia Ameixa!!!!!

Comecei a rir sozinha ao ler o texto.... tem dias que a comida realmente fica de uma cor só... hehehehehehehe

Bjundas

ameixa seca disse...

Cláudia, muito obrigada :)
Ana, ontem uma amiga ficou de ver se existia no Jumbo. Vamos lá ver se encontra :)
Aline, se for amarelinha até é bom :)

turbolenta disse...

A receita do bacalhau é mesmo apetitosa.Aliás, eu adoro bacalhau e as 1001 maneiras de o cozinhar. E digo ainda, que há sempre mais uma maneira de o fazer.
Quanto aos casamentos e às suas comidas:
Agora tudo é diferente. Antigamente casava-se cedo. Muitas vezes até às 11 da manhã, o que eu achava um perfeito disparate. DEpois passou para a hora do almoço, e agora o fino mesmo é casar ao lusco fusco.
DAqui a pouco vou a um que é às 15 h. Mas já sei que, apesar de chique, vai haver comida a sério, com os convidados todos sentadinhos .Vai haver pratos quentes, embora requintados e doces ultra modernaços. O espaço é giríssimo e, pelo menos, as opiniões são bastante boas do serviço. Mas, até os pais da noiva dão um lanche em casa, antes da noiva seguir para a igreja. Assim está bem...é que depois do casório e de tanta fotografia, a barriga farta-se de dar horas!
POr acaso lembro-me que há uns anitos fui a um, todo elegantérrimo, em que eu só via passar bandejas com aperitivos, canapés, salgados e companhia ...às tantas, diz um catraio que lá estava: aquelas mesas tão bonitas que ali estão....não me posso ir lá sentar?
Pois podia!
passado pouco tempo lá deram ordem de passagem à sala e então só te digo: havia tanta comida quente, que foi cá um fartote!E depois ainda a mesa dos doces, queijos e marisco, que até deu para enjoar. Assim sim! ESse foi mesmo uma maravilha!
Ai a minha dieta!
boa semana

bjs

turbolenta disse...

Lendo os comentários e acerca do livro Pantagruel. POr acaso tenho um aqui em casa, mas confesso que nunca me dá para fazer nada de lá.
Mas, conforme as opiniões eu acho que a máquina a que eles se referem deve ser uma máquina de ferro, onde se metia a carne partida, ou as nozes, por exemplo, se dava à manivela e as coisas saíam moídas. Estilo aquelas maquinetas dos hamburgueres nos talhos.
POrtanto, as antigas picadoras que antecederam a chamada 1.2.3, que tem o mesmo efeito.

Luciana Macêdo disse...

Gosto de bacalau assim simples e saboroso.

Gostaria de saber mais sobre este evento que combina alimneto e cor. Qual é o site ou blog que promove este desafio. Já vi em vários blogs mas não sei a origem.
Bjs!

Naninha disse...

Ai casa-se de qualquer cor é? Agora fiquei curiosa, rs
Menina que ótima opção parta o dia amarelo.
Beijos

Sylvia disse...

Gostei da ideia ads cores . Nunca fui a um casamento em Portugal , so vi uma vez na igreja que a minha mae frequentava, mas a noiva tradicional de branco. Estranho esse casamento , bastante inovador. O bacalhau sem palabras , maravilhoso!!!!

anabenfica disse...

Oh de Braga, deixei-te uma coisa no meu blog.
Passa lá!

Bjitos

ameixa seca disse...

Turbolenta, a tradição já não é o que era ;) Felizmente mantém-se a tradição do bacalhau na casa dos portugueses, pena o bicho estar em extinção! Também me parece que a máquina seja essa :)
Luciana, o blog é este http://chazinhodecanela.blogspot.com/ Podes ir lá pesquisar acerca deste desafio que coloriu a blogosfera :)
Naninha, as cores mais usuais e tradicionais são o branco e o pérola. Ultimamente já se vê muitos vestidos cinzentos, rosa claros e castanhos claros e mais escuros. Azul escuro foi a primeira vez que vi mas adorei :)
Sylvia, aqui ainda se vê muitas noivas de cor clara, a maioria veste de cores clarinhas mas tem sempre quem goste de inovar :)
Anabenfica, é uma bomba? Se for o melhor é eu não passar he he Obrigadinha!

Raspas de Laranja disse...

Oi garina, tudo bem?
Adorei esse casorio, diferente e até tem uma certa razão. Nos filmes eles até vão embora logo que saem da igreja, que era o ideal.
Quanto ao bacalhau, vou já experimentar esta semana mesma, deve ser bem bom. Bjs e viva o nosso clube (eheheh!)

ameixa seca disse...

Zé, está tudo! Já cá fazias falta mulher :) Espero que gostes do bacalhau!

moranguita disse...

ameixinha fazia um bacalahu muito parecido mas sm o queijo.
com qieojo dev ser ainda melhor.
boa participaçao sem duvida.
beijocas

Carmencita disse...

Sabe que vc deu uma boa idéia, já faz algum tempo que não faço bacalhau, e douradinho assim é bem tentador.Bjss

A DONA DO MUNDO disse...

COISA MAIS GOSTOSA, TENHO QUE REPETIR QUE NINGUÉM FAZ BACALHAUS TÃO BONS QUANTO OS PORTUGUESES
HJ AQUI ESTÁ TÃO FRIOZINHO, DIA PERFEITO PRA ESSE BACALHAR, SEM FALAR QUE DEPOIS DA PASCOA O PREÇO DO DITO DESPENCA
BEIJINHO AMEIXINHA

AB disse...

Ora aí está um casamento realmente diferente de tudo o que estamos habiuados. Gostei especialmente da cor do vestido. Eu sempre disse que um dia que casa-se pela numa cerimónia religiosa gostava de casar de preto ou vermelho, as minhas cores preferidas, por isso...acho bem.
Quanto ao bacalhau, pareceu-me de crescer água na boca.
Beijinho e bom dia da espiga.

ameixa seca disse...

Moranguita, tudo é melhor com queijo :)
Carmencita, às vezes tem que se dar um descanso ao bacalhau mas não há nada como um pratinho assim para matar as saudades :)
Karoline, aqui o bacalhau é rei, temos que ser bons a prepará-lo :)
AB, eu não acho que deva existir um padrão de cor para se casar. Antigamente a noiva Minhota casava de preto. Não sei porque as pessoas se chocam tanto pelos vestidos não serem branquinhos ou pérola :)

Fátima Freitas disse...

Adoro bacalhau.Esta receita tem bom aspecto!

ameixa seca disse...

Fátima, é uma receita que todos gostaram e fica mesmo muito boa :)

Ricardo disse...

Acho que ainda não tinha visto esta amarelinha, que delicia ficou e a cor, aí a cor....bem amarela como devia ser ..o sabor imagino :) jinhos xx

ameixa seca disse...

Ricardo, é sabor a bacalhau, bem português este prato :)

Leila disse...

esse prato deve ser delicioso!
beijinhos

ameixa seca disse...

Leila, é mesmo. Basta ter bacalhau :)

Ana Powell disse...

Uma excelente receita para o dia amarelo, ficou uma maravilha.
A minha ausência deu-se a uma escapadela ao meu querido Portugal.
Beijocas

ameixa seca disse...

Ana, pena que as tuas escapadelas sejam mais para sul :) O bacalhau é uma delícia assim bem amarelinho!