quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Bolo de iogurte e citrinos



Há receitas que estão na minha lista para fazer há anos, mesmo antes de eu pensar em virar blogueira - o que é certo é que nem pensei, surgiu!

Há aquelas receitas que ficaram adormecidas, por falta de algum ingrediente e esperaram até eu voltar a elas.

Este bolo foi uma dessas receitas. Não tinha água de flor de laranjeira e continuo a não ter ;) Mas resolvi que era o dia de a tirar da prateleira e preparar.

É um bolo que fica grande e, sem calda, há-de ficar um pouco seco. Aconselho a fazer, mesmo que não tenham a água. Acredito que com esse toque ficará muito mais delicioso!


Ingredientes:

180g de manteiga (usei óleo de soja)

1 chávena (250ml) de açúcar refinado

3 colheres (chá) de raspa de limão

3 colheres (chá) de raspa de laranja

5 ovos

1 chávena de iogurte natural (2 iogurtes)

2 1/2 chávenas de farinha de trigo (o 1/2 foi de farinha integral)

2 1/2 colheres (chá) de fermento em pó

1/2 colher (chá) de bicarbonato de soda


Calda de citrinos:

1 chávena de açúcar

3/4 chávena de água fria

1 pedaço grande de casca de limão

1 colher (sopa) de sumo de limão

1 colher (sopa) de sumo de laranja

1 colher (sopa) de água de flor de laranjeira


Preparação:

Aqueça previamente o forno a uma temperatura moderada de 180ºC. Unte uma forma redonda e funda com manteiga derretida ou óleo; forre-lhe o fundo e os lados com papel vegetal.

Com a batedeira eléctrica, numa tigela, bata a manteiga, o açúcar e as raspas da laranja e limão até obter uma mistura homogénea e cremosa. Junte-lhe as gemas de ovo pouco a pouco, acrescentando uma de cada vez, sem parar de bater e, depois, deite a mistura numa tigela grande. Com uma colher de metal, adicione-lhe o iogurte e depois a mistura de farinha peneirada, fermento e bicarbonato.

Coloque as claras de ovo numa tigela limpa e seca e bata-as em castelo com a batedeira. Com a ajuda de uma colher de metal, junte as claras de ovo ao creme de manteiga e açúcar e deite, às colheradas, a massa na forma.

Leve ao forno entre 45 e 50 minutos ou até que, ao enfiar o espeto/palito este saia limpo. Deixe o bolo repousar.

Para fazer a calda:

Num tacho, misture a água e o açúcar. Leve-os a cozer em lume brando, mexendo sempre, até que o açúcar se derreta. Aumente o lume até levantar fervura e, depois, reduza-o, acrecentando-lhes a casca e os sumos. Deixe cozer sem mexer e sem tapar, durante 20 minutos.

Retire a casca e deixe a mistura arrefecer. Adicione a água de flor de laranjeira. Deite a calda sobre o bolo ainda na forma. Quando a tiver absorvido, desenforme-o.





Sugestão: este bolo é delicioso se servido quente. Podem acompanhar com natas espessas ou chantilly.
Receita retirada do livro "Bolos e Tartes" de Anne Wilson

45 comentários:

Maggie disse...

Bastante diferente o tradicional bolo de iogurte... mas, aposto, que muito bom.
Gostei do pormenor da "colher de metal"... eu gosto de usar colher de pau.
Bjs

moonlight disse...

Também tenho muitas receitas que ainda não testei por falta de qualquer coisa, ingrediente ou tempo ou paciência, mas não desespero, a vida há-de ser longa! :)
Será que ainda sobrou uma fatia deste bolinho para o meu lanche? Está com muito bom aspecto.
Bjs

Luisa Alexandra disse...

Os bolos secos (sem recheios ou coberturas) são sem dúvida os meus preferidos.
E os ingredientes que compõe esta receita só podem fazer um bolo de sucesso!
Ficou muito apetitoso.
Parabéns!

claudia disse...

Este bolo ficou com um aspecto delicioso. Eu até gosto de bolos secos para o pequeno almoço!

Margarida disse...

Este bolo tem mesmo aspecto de bolinho de chá, de pequeno-almoço, de lanche. Bom, um bolinho para toda a hora! É mesmo destes que eu gosto!
Bjss

ameixa seca disse...

Maggie, não sei o porquê da colher de metal mas há-de ter um motivo :)
Moonlight, tudo tem o seu tempo corecto :) Já não há e olha que fica um bolo grande!
Luísa, este leva a calda que lhe confere a característica húmida que eu muito aprecio nos bolos. Mas pode ser comido sem a calda. É ao gosto do fregues :)
Claudia, este bolo é delicioso num lanche com cházinho ;) Uma delícia!
Margarida, é um bolo para toda a colher (?) :)

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá!!!

Este bolo tem óptimo aspecto!:) Aqui é muito comum encontrar água de flor de laranjeira...tens que ver se há em alguma farmácia!;)
Espero que nao te importes, mas como vi o comentário da maggie àcerca da colher de metal, nao resisto em explicar-lhe que a colher de metal é preferível à colher de pau porque facilita a combinaçao das duas misturas perdendo o mínimo de ar...ou seja, a escolha exacta para misturar as claras já que o bolo ganha em volume!...perfeito Ameixa!;)

Natércia disse...

Ameixinha será que sobrou alguma coisa para mim...adorei um beijinho Natércia...

Webradio disse...

Hello !

Je ne comprends pas le portugais...

Mais MIAM MIAM !

Téia disse...

Ameixa lindinha, A-D-O-R-E-I este bolo. Meu marido, então, que gosta de bolos sem cobertura e recheio. Vou fazê-lo e depois te conto. A minha lista já virou uma grande pasta cheia de receitas a serem feitas. Com o blog, tenho conseguido fazer algumas, mas com estas gostosuras suas, a lista não vai diminuir nunca. Beijão.

Alegna disse...

Ummm há tanto tempo que nõa faço um bolito... está-me mesmo a apetecer uma fatiazinha do teu... é que ficou com tão bom aspecto...

Sylvia disse...

Adoro flor de laranjeira e acho que com citricos fica otimo, apesra de nunca ter provado combina-lo. O bolo ficou lindo. Também tenho um monte de receitas que ainda esta na gaveta ...hahaha !!
beijos

Odete disse...

Esse bolo deve ser muito bom. A combinacao dos citricos na calda deve ser o tchan!
beijos

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

A minha fatia pode ser com glacê de laranja .Está fofinho gostei beijinhos

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá outra vez!

Só estou de volta para esclarecer o meu comentário anterior. A minha dissertação acerca da colher de metal foi feita porque eu própria já tive a mesma dúvida e, apesar de nos livros nos darem todas as instruções, ninguém explica a lógica ou o porquê...

Agora já todas o sabemos ;)

Beijinho Ameixa e Maggie

Magia na Cozinha disse...

Adoro bolos de iogurte e cítricos. Este que combina os dois, deve ser delicioso!
Os bolos que faço com iogurte ficam bem úmidos, por isso que gosto tanto.
Para tomar com um café fresquinho é tudo de bom!
Bjs :)

edinha disse...

O aspecto deste bolinho é óptimo e deve ser delicioso.
Quanto à colher de metal é giro porque para mim não há uma explicação concreta para essas coisas como uma receita de um bolo que a minha mãe fazia muitas vezes que tem na receita a particularidade de ter de ser mexido com um garfo :)
Beijinho

Noémia disse...

Huuuuuum dá para sentir daqui o cheirinho!Bem apetitoso o bolinho. Ando tão preguiçosa para a cozinha que as receitas mais que se amontoam. Bjs :)

ameixa seca disse...

Leonor, agradeço-te imenso a explicação. Eu também não sabia e todas gostamos de aprender ;)
Natércia, não sobrou mas pode-se fazer outro :)
Webradio, merci par le commentaire!
Téia, este bolo fica óptimo com a calda. Brilhante por cima e delicioso :)
Alegna, de aspecto nem fica nada demais mas o sabor é muito bom ;)
Sylvia, como não fiz com a água não posso dizer que a combinação é boa. Mas acho que deve ser :)
Odete, a calda é mesmo o tchan e para quem gosta de citrinos é ainda mais tchan :)
Isabel, nem com glacê nem sem ele. Não há :)
Cláudia, este tem iogurte e a calda... então acho que fique mesmo bom. A repetir com certeza :)
Edinha, acho que também já ouvi falar em algo acerca de alguns bolos que têm que ser batidos com garfo. Estranho mas acabamos por obedecer por prevenção :)
Noémia, a calda cheira muito bem e dá um brilhante ao bolo fantástico! Essa preguiça há-de passar :)

debbie harry disse...

Oh la la, que maravilha!!

Ana Powell disse...

Um pão de ló como manda a tradição. Ás vezes cozinhar não é somente apresentar pratos maravilhosos e complicados, diz-se:"come-se com os olhos". É bonito e bom vêr pratos com apresentações simples aonde o sabor é o pricipal ingrediente para nós descobrirmos. Uma óptima escolha. Beijinhos

Vitor disse...

Ameixa o teu bolo está fantástico!!!Um beijinho Vitor:-))

janeca disse...

Ameixinha que maravilha!!! o molho deu-lhe um toque divinal.

Adorei a dica da colher de metal..estamos sempre a aprender.

bjinhos

ameixa seca disse...

debbie harry, boa descrição :)
Anna, não é bem pão de ló ou se quiseres, é um pão de ló enriquecido ;)
Vítor, obrigada!
Janeca, estamos mesmo sempre a aprender. É uma aprendizam colectiva esta que é feita nos blogs ;)

Saltapocinhas disse...

lá lindo é ele!
e parece delicioso!!

a água de flor de laranjeira parece que é difícil de encontrar mesmo, o que é pena!

Carmencita disse...

Esse bolo é perfeito pra tomar com cházinho,tem gosto de quero mais.Bjss

Axly disse...

Ainda bem que tirou da prateleira e fez o bolo!
Às vezes perdemos grandes experiências por simples detalhes.
Teu bolo parece muito saboroso e ficou bem fofinho^^
Kisss!

Canela disse...

Deve ser optimo ao pequeno almoço....
Bj

adriana disse...

E eu pregunto....Com todas estas delicias que preparas, consegues conservar a linea???eu sem dúvida ficava um balão!beijo :) ;)

Marizé disse...

Eu acho que os bolos com iogurte na massa ficam com uma textura e sabor maravilhosos, este não deve ser excepção.

Bj

Mundo de Alice disse...

Ameixinha
nunca usei flor de laranjeira
mas sei onde tem
vou experimentar
adorei este bolo, amo bolo quente
bjs

Glau disse...

Ameixinha, mas que delícia de bolo! Amei..

bjos, glau

Flavinha disse...

Que delícia! Parece tão molhadinho! Exatamente como eu gosto! Vou anotar a receita e fazer assim que puder!
Beijocas.

ameixa seca disse...

Saltapocinhas, acho que nas farmácias deve ter. Nunca perguntei! Mas deve dar um sabor ainda mais agardável :)
Carmencita, é mesmo. Um bolo para tomar com chá ;)
Axly, eu também achei que ganharia se fizesse o bolo e deixasse a água de lado. Não me correu nada mal :)
Canela, é um bolo para comer de garfo, fica tão fofo e húmido que desmonta-se todo :)
Adriana, a minha linha não passa dos 45kg às vezes é menos. Acho que nisso sou uma sortuda ;) Não te sei responder como cinsigo, acho que é genético :)
Marizé, é verdade! Fiz o teu de cenoura com o iogurte e vou postar em breve. Ficam super fofos ;)
Alice, acho que encontras numa farmácia. Mas podes experimentar sem ela. Ficou delicioso ;)
Glau, obrigada ;)
Flavinha, ele parece e ele é. Molhadinho e cheirosinho ;)

Laranja com Canela disse...

Adoro este tipo de bolos. Este ficou com um aspecto bastante delicioso.

Agdah disse...

Agora, veja vc como é a vida... eu tenho aqui uma garrafa enorme dessa água de laranjeira que me deram há um tempo atrás. A danada ainda está do jeito que veio, fechadinha, por que não tinha encontrado nada que pudesse fazer com a tal água.

luciana disse...

parece delicioso,mais um exprimentar...
beijocas

Bergamo disse...

Vontade de um bolinho!! hummm...
Prove a Anona, você não irá se arrepender. O ponto certo é quando está macia ao toque. Reparta-a com as mãos, e com um colher vá retirando os baguinhos e delicie-se. Cuidado, que cada baguinho esconde uma semente...
Abraços,
Bergamo

ameixa seca disse...

Laranja, eu até acho que o aspecto não é nada em comparação com o sabor :)
Agdá, tens que aproveitar e fazer um bolinho com uma calda que leve água de flor de laranjeira. Vida injusta, não é? ;)
Luciana, experimenta que vais gostar :)
Bergamo, vou apalpar a Anona... não sei é se ela vai gostar :) Quando tiver um dinheiro de sobra eu vou comprar ;)

Natércia disse...

Ameixinha passa lá no meu tacho para levantares um miminho...um bjo Natércia...

Rosa Eliza disse...

Bom Ameixa seca,gostei da receita do bolo deve ficar bem saboroso é de dar agua na boca.
Bjss e um lindo fim de semana pra você.

ameixa seca disse...

Natércia, obrigada ;) Vou lá ver!
Rosa, obrigada!
Bom fim de semana ;)

Valentina disse...

Adoro bolos com iogurte pois acho que a textura fica maravilhosa, fofinhha.

ameixa seca disse...

Valentina, a textura fica sempre mais cremosa e delicada. Também gosto muito :)

Guilherme disse...

Aparenta ter textura muito macia e sedosa. Vou experimentar. Obrigado pela receita.

GUilherme